O Gonzalo chegou: finalmente o Rio ganha uma casa de carnes uruguaias (e muito mais), que abre as portas hoje, no Leblon

Quando visitei a Argentina pela primeira vez, e voltei encantado com as achuras, como os harmanos chamam os miúdos, como chinchulines (intestino), molleja (timo) e riñones (rins), além de embutidos, como chorizo (linguiça) e morcilla (morcela) havia na cidade o restaurante El Patio Porteño, na Lagoa. Quando batia saudades desses cortes lamentavelmente raros por aqui, eu ia lá saciar o desejo. A casa fechou. Restou, nas viagens a Búzios, jantar na Estancia Don Juan, bastante irregular. Tempo depois, visitei o Uruguai, e logo na primeira viagem voltei seguro de que os parrilleros uruguais, e as carnes orientais (como os argentinos chamam os seus vizinhos do outro lado do Rio da Prata) são melhores, ao menos para o meu gosto, que já era fã desde a adolescência, dos sandubas do Uruguaio, no Posto 9, em Ipanema.

Assim, foi com infinita alegria que recebi a notícia, há cerca de dois meses, de que abriria as portas no Leblon uma parrilla uruguaya. Eis que o dia chegou, e é hoje que será inaugurado o Gonzalo. Estaria triste, por neste momento tão aguardado estar tão longe. Mas não estou, porque na semana passada eu tive o privilégio de ser o primeiro jornalista, e uma das primeiras pessoas, a conhecer a casa, ali na Bartolomeu Mitre, onde era o bar Associados.

Foi um almoço imensamente gostoso. Porque, além do prazer natural da novidade em primeira mão, comi e bebi muito bem, com o tempero de um papo muitíssimo agradável, com o chef uruguaio uruguaio Gabriel Mangini, que já virou um carioca, apesar de estar na cidade não faz muito tempo. Tinha até mate na bancada.

Posso dizer que gostei de tudo. Começando pela ambiente agradável, com uma decoração bastante original, e que remete mesmo ao Uruguai, país que adora umas coisas antigas, cheio de antiquários,…

…onde foram garimpadas as peças espalhadas pelas paredes, e por prateleiras próximos do teto.

Para beber, além de uma carta de vinho com ênfase nos vinhos uruguaios,


… encontramos cervejas do país, como a Norteña, além do…


… fresco e leve clericot, um clássico de Montevidéu, e de Buenos Aires também.

A adega, além de guardar os vinhos, abriga os potinhos de doce de leite. Lapataia, claro.


O Gonzalo é uma parrilla, claro. Mas está longe de ser uma casa de carnes unicamente. Pelo contrário. Os pescados me chamaram tanta atenção quanto o ojo de bife, a molleja etc etc etc.

Depois de um tomate assado, suculento, suculento, com um molho de ervas e azeite,…

… provei com imensa alegria um ceviche de corvina exemplar. Na verdade, era um misto de ceviche com carpaccio, uma vez que a carne do peixe era cortada fininha, e temperada também com azeite. Sei que deu samba esse encontro dos Andes com o Mediterrâneo.


– Só usamos corvina pescada na linha, em Cabo Frio – diz o chef uruguaio,Gabriel Mangini.


Depois provamos, ainda, uma pequena porção de lula e polvo grelhados, que realmente estava fantástica. Polvo macio, com aquela camada externa crocante que faz a alegria dos amantes deste molusco, tantas vezes servido inadequadamente, borrachudo.


Foi quando duas iguarias que adoro, tão raras no Brasil, chegaram, maravilhosamente. A molleja, à esquerda, e os chinchulines, à direita (esses últimos foram preparados como eu jamais tinha visto, crocantes, sequinhos, quase um bacon de intestino, uma maravilha).


Gotas de limão são necessárias, e quem quiser tem um belo chimichurri para regarm, ou quem sabe uma “salsa criolla”, que aqui no Brasil chamaríamos de molho à campanha, mas com tomate e cebola cortados em pedaços menores do que estamos habituados, o que é muito bom.


Então, eu disse que gostava de fazer empanadas em casa. Claro, não tardou para chegar um pratinho com eles, preparadas à maneira uruguaia, ou seja, fritas. O recheio estava igualmente muito bom. Mais um ponto positivo…


… entre outras razões, porque quando solicitei chegou à mesa uma pimenta da casa, nada de Tabasco, uma boa marinada feita in loco, como deveria ser regra em todos os lugares, mas infelizmente não é.

Logo em seguida, uma especialidade bastante típica do Uruguai, a pamplona, um peito de frango (ou lombo de porco) que deixa de ser sem graça ao ser assado quase como um rocambole, recheado com queijo, cebola, pimentão, tomate… Par dar um tchan, a casquinha crocante, resultado da pele tostada feito torresmo, revestimento untuoso e perfeito.


Os acompanhamentos são interessantes. Salada de feijão branco, purês de espinafre e cenoura, cebolas (bem miúdas) carameladas, alho assado…


Essas cumbuquinhas chegaram à mesa ao mesmo tempo em que o asado de tira, alto na mesa exata para se manter suculento. Asado de tira é das coisas mais difíceis de se preparar. Esse merecia aplausos.


Por detrás, repare, outros acompanhamentos: legumes grelhados ou assados, como abóbora, milho, pimentão vermelho, batata, cenoura…


Mais leve e saudável que as batatinhas fritas, que ali não são congeladas, e realmente valem a pena, não só como acompanhamento, mas também como aperitivo. Curti bastante os palitinhos…


… que fizeram boa companhia para as tirinhas de ojo de bife,…

… logo sucedidas pelas costeletas de cordeiro, de preparo exemplar, e eu não preciso explicar muita coisa, é só olhar pra foto.


Encerramos com uma panqueca de doce de leite, de fazer gemer.
Claro que visitei a casa antes da abertura, com o chef e a assessora de imprensa, ao lado dos sócios. Era só uma mesa para ser servida. As morcillas, e os chorizos, ainda não tinha chegado. A realidade, no dia a dia, pode ser outra. Mas eu duvido. Além de ter achado o lugar bonito e agradável, a cozinha estava excelente, e o cardápio, é enxuto, autêntico, e os ingredientes, de primeira.
Realmente, para um fã das parrillas platenses, a inauguração do Gonzalo é uma imensa alegria. Já virei cliente. Orgulhosamente, o primeiro cliente.

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

About these ads

29 Respostas to “O Gonzalo chegou: finalmente o Rio ganha uma casa de carnes uruguaias (e muito mais), que abre as portas hoje, no Leblon”

  1. Carlos Henrique Cadinha Says:

    Um dos restaurantes que mais frequento em SP é o El Tranvia, uma parrilla uruguaia honesta. Pelo post, vejo que o Gonzalo chega ao Rio com proposta semelhante. Sucesso ao Gonzalo com a promessa de conhecer muito em breve !

  2. Júlio Castro Says:

    E os preços????????

    • brunoagostini Says:

      Julio, Leo. Nem vi o cardápio. Como adorei o lugar, vou voltar assim que retornar ao Brasil, e publico fotos do cardápio aqui, ok? Abraços

  3. Léo Says:

    bommmmmmmmmm demais! #2 e os preços?

    • brunoagostini Says:

      Caros, nem vi o cardápio. Como adorei o lugar, vou voltar assim que retornar ao Brasil, e publico fotos do cardápio aqui, ok? Abraços

  4. Fabio Queiroz Says:

    Conheci ontem, e achei maravilhoso!!! Parabens GONZALO!!!

  5. Eliana Says:

    Adorei a comida e o lugar. Parabéns e Boa Sorte!!!!!

  6. Nancy Palmeiro Says:

    Espero conhecer em breve. Já estou com água na boca! Bem vindo Gonzalo!!!!!

  7. ana alice tannuri Says:

    Conheci o Gonzalo no dia seguinte de sua abertura, e é fantástico.

  8. Karinne Says:

    Maravilhoso, espetacular! Nao deixem de conhecer!

  9. Luciana Says:

    Alguém tem o endereço e o telefone do restaurante?

  10. Jorge Khauaja Says:

    Bruno, o site ainda não está no ar….
    Tentei entrar mas não passa da página inicial.

  11. vera Says:

    gostaria de saber os preços.

  12. Nilder carlos Says:

    Me gustaria conocerlo y tener una lista delos precios por iten muchas gracias Nilder Carlos.

    • brunoagostini Says:

      Caros, assim que conseguir ir novamente ao Gonzalo prometo fazer novo post, com as fotos apresentando todo o cardápio, e os seus preços, ok?

      • alejandro chiara Says:

        POR FAVOR NÃO APRESENTE NEM PREÇOS NEM CARDÁPIO….NÃO FAÇA ISSO…..A POUCO TEMPO DE INAGURADO ESTA SEMPRE CHEIO …..QUANDO O PESSOAL SOUBER DOS PREÇOS NUNCA MAIS VOU TER PAZ DE IR SEM RESERVA…..

  13. Cleo Guimarães Says:

    Rolouuma decepção. Fui hoje, às 19:45, logo depois de buscar meu filho no Flamengo. Estava fechado e um funcionário lá dentro não se deu ao trabalho de vir até a porta para nos dizer se iria abrir hoje, qual o horário de funcionamento… Nada. Achei um absurdo o tratamento, talvez porque o João Pedro estava com uniforme de treino, todo suado, simplezinho em seus trajes. Afe! E olha que meu sonho era comer por aqui uma carne como a do Uruguai, para onde tenho ido com certa frequencia.Custava ele vir até a porta para me dar informações? É o mínimo que se esera de uma casa que abriu ONTEM.

    • brunoagostini Says:

      É mesmo?

    • brunoagostini Says:

      Acho isso bem chato mesmo, Cleo. Mas, se gostas tanto de carne uruguaia, eu recomendo uma nova visita. Semana que vem tô marcando de ir com uns amigos: topa se juntar a nós?

  14. leonardoazevedo Says:

    já da pra ter uma idéia dos preços:
    “Pedimos a nota, R$ 363, 00. Preço justo para 3 pessoas, com uma garrafa de vinho, entradas e sobremesas.”

    tirei daqui ó:

    http://botequimcultural.com.br/gonzalo-uma-autentica-parrilla-uruguaia-no-leblon/

  15. Renato Mello Says:

    Adorei seu post! Estive alguns dias atrás no Gonzalo. Pedi uma tira de asado e de guarnição pedi a batata assada com gorgonzola. Tudo maravilhoso, inclusive o chorizo de entrada. Só lamento eles não abrirem para almoço(só aos domingos), manter um ponto tão caro como aquele só para o jantar é um desperdício.

  16. João Paulo Lourenço Says:

    Espetacular! Sem defeitos! Serviço de 1ª e sabor ideal.

  17. Simon Moskal Says:

    qual os dias que abra ?
    Simon

  18. steve Says:

    MUCHISIMA SUERTE DESDE URUGUAY. MUY LINDO LUGAR. STEVE ( PARRILLERO TIZIANO RESTO ) CARRASCO.

  19. Kalley Medeiros Says:

    EXCELENTE!!!!!!

  20. Alicia Says:

    Gostei! cuidado nao abraislleirar os pratos… o pudim na primeira vez foi preparado com leite normal, na segunda vez senti que tinha leite condensado… nao mudem as receitas , por favor, Abracos.

  21. Helvia Says:

    Gostei muito! O bife ancho estava uma delicia, o choclo assado, o chorizo e o vulcão de dulce de leche. Voltarei em breve.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 985 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: