A zona urbana e a babaquice governamental

Mureta do Bar Urca

Mureta do Bar Urca: saudade do garçom, mas ao menos a vista não nos tiram

A gente precisa, é verdade, aplaudir o choque de ordem deflagrado pela prefeitura. Ninguém mais aguenta essa zona toda em que se transformou a cidade depois desses Maias, Garotinhos, Alencares, Rosinhas, Condes e Beneditas da vida. Chega, né? Camelôs, bandalhas no trânsito, ocupação irregular de calçadas, construções clandestinas, gente deixando lixo na praia. Ok, muito bem, parabéns pelo esforço visível.
Mas essa faceta positiva não pode esconder as babaquices com carimbo governamental que também estão acontecendo paralelamente a essa tal de reorganização carioca. Já estava para escrever sobre o tema há tempos. Hoje, ao ler a coluna Gente Boa, do jornal O Globo (aliás, minhas nova casa desde ontem, por isso tive que deixar o blog da Abril) vi uma das notas mais tristes que já li: sabe o saxofonista da estação da Carioca do Metrô, que há anos embala a nossa chegada ao Centro, ou saída? Pois não é que os fiscais da prefeitura querem impedir o rapaz de exercer o seu nobre e agradável (para nós, principalmente) ofício? Quanta ignorância, meu Deus, quanta ignorância… O que esse moço faz é alegrar a vida de quem passa por ali com acordes bonitos. Por que razão estranha querem importuná-lo? E a nós?
Outra estupidez municipal sem tamanho foi a proibição dos garçons servirem os clientes na mureta do outro lado da rua, defronte ao mítico (mítico especialmente por causa deste hábito que se tornou tão carioca) Bar Urca. E o que acontece agora? Todos nós continuamos a beber e petiscar sentados no muro de pedra (na foto), é claro, vendo a cidade ao fundo, coisa que fica ainda melhor no fim de tarde. Mas agora precisamos ir ao balcão pegar a nossa cerveja e a nossa empada. O barato era chamar o garçom, sinalizar com as mãos e, quando preciso, gritar suavemente “mais uma cerveja, por favor!” para, estão, esperar o cara cruzar a rua com a bandeja cheia. Isso era um charme. Os 10% a mais na conta eram pouco.Aí, os caras aparecem com essa onda errada de proibir o serviço. Além de tudo ainda afeta a distribuição de renda e o nível de emprego na cidade.
Que coisa mais chata e sem sentido.
Aí, me lembro de outra idiotice. Sou contra, absolutamente contra, churrasco na praia. Aquele cheiro de picanha e lingüiça assando na brasa não tem mesmo nada a ver. Mas daí a proibirem o Uruguaio de grelhar os seus chorizos e bifes, servidos com muito chimichurri, daqueles bem picantes, vai uma distância danada. O oriental, como diriam os argentinos,  é um patrimônio do Posto 9 e deveria ter licença especial, ou seja lá o que for, para continuar nos abastecendo com os seus sanduíches incríveis, talvez a melhor coisa a se comer nas areias cariocas.
Para quê, para quê, meu Deus, tanta ignorância? Para quê?

12 Respostas to “A zona urbana e a babaquice governamental”

  1. Léo Says:

    vou dar uma conferida no BAr Urca pra ver se realmente não estão servindo na mureta…porque não vão os fiscais ficarem ali todos os dias, né?

  2. Mauro Lima Says:

    Grande Bruno, sem comentários a implicância com o saxofonista da Carioca, além do povo que passa para lá e para cá ele tornava mais agradáveis os almoços dos dois simpáticos galetos de balcão ali na fernte da estação.
    Quanto ao Bar Urca acho que o choque de ordem em nada afetou o pedaço, domingo passado a lotação ia desde o forte até o ponto final do 107 e 512. São os cariocas mostrando que apesar dos nossos desgovernos ainda conseguimos manter o bom humor e curtir a vida.
    Um abração e boa sorte na nova casa.

  3. Júlio Says:

    Viva Gabeira!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  4. Júlio Says:

    SEI NÃO.ESSE NEGÓCIO DE MACHÃO,TRUCULENCIA, FICA PARECENDO QUE…….,SEI NÃO.DEIXA PRA LÁ………………..
    A DIFERENÇA FOI MENOS DE 52000 VOTOS.
    OS CARAS LEMBRAM UM TAL CAÇADOR DE MARAJÁS.

  5. Thaty Says:

    Realmente não se pode contar com o bom senso das pessoas. O problema é exatamente esse…

  6. Guilherme Lopes Says:

    Bruno!

    Ajeita a mobília, liga a geladeira e aos poucos vai arrumando a casa nova.

    E pode deixar que estamos aqui.

    E o Rio de Janeiro a Dezembro vai contar com posts de outras cidades?

    E conta pra gente, vai escreve onde no Globo?

    Abraço e muito trabalho para você!

    ; )

    • brunoagostini Says:

      Salve, Guilherme. Aquidevo falar um pouco de outros lugares. Mas pouco mesmo, é um espaço, sobretudo, carioca. Tô lá no Boa Viagem, desde segunda. Abração, camarada!

  7. Juliana Amorim Says:

    olha sei que o assunto não é esse, mas tenho que desabafar: ter que ver o ex presidente cassado, surupiador de dinheiro alheio, na Tv, dando ” lição de moral” ( ou ameaça a la Clodovil) no Senado com seu olhar 43 é de doer os ossos. Dá vontade de chorar de raiva de um monte de coisas!
    Aó tomando um chopp pra aliviar a tensão. E nem pode ser na muretinha…

  8. Júlio Says:

    Cariocas, vale dar uma olhada ,ajudar.Site sensacional.Viva Gabeira
    http://riopranaochorar.wordpress.com/promessometro/

  9. Choque de ordem e de estupidez (querem acabar com os “Baixos Bebês” « Rio de Janeiro a Dezembro Says:

    […] Ótimo, parabéns a todos. O assunto já foi tratado aqui em duas outras ocasiões: uma em tom de queixa, outra elogiosa. Mas não dá parta entender quererem acabar os os “Baixos Bebês” da […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: