Buenos Aires a pé: La Boca

 

Quadros em exposição no Caminito, que é uma pintura de tão belo

Quadros em exposição no Caminito, que é uma pintura de tão belo

As casinhas de chapas de aço pintadas com todas as cores são, ao lado do Obelisco, o símbolo maior de Buenos Aires. Mas ao contrário do monumento ”horroroso”, nas palavras de Jorge Luís Borges, o Caminito é uma graça. A pequenina e charmosa rua de pouco mais de 100 metros reúne uma série de artistas convertendo-se em um verdadeiro museu a céu aberto que conta com pinturas em baixo relevo retratando a história da Argentina – e do bairro, principalmente. As ruas próximas convidam a uma aprazível caminhada, percorrendo lojas de suvenires e ateliês de artistas abertos a visitas (especialmente na Calle Magallanes). Vale ficar atento aos bonecos de personalidades argentinas que enfeitam algumas fachadas: Carlos Gardel e Maradona são figurinhas fáceis. Além dos habilidosos dançarinos de tango, onipresentes.

Mas o bairro de imigrantes italianos, berço do tango, tem mais a oferecer aos visitantes do que o colorido do Caminito. O Museu de Cera reúne personagens históricos da Argentina, além de estátuas em tamanho natural dos tipos que formaram a nação, como o gaúcho e o imigrante.

Na Avenida Pedro de Mendoza encontra-se o Museu Quinquela Martín, uma homenagem à  memória do artista que criou o Caminito ao ter a idéia de pintar as casas. Assim, transformou a Boca de bairro decadente no principal cartão-postal de Buenos Aires. No museu, onde morava o pintor e funcionava seu ateliê, estão obras de Quinquela e os móveis pintados por ele. Do último andar tem-se uma das mais belas vistas da Boca del Riachuelo. Nos pisos inferiores funciona uma escola, doação do artista à comunidade local.

Deve-se evitar a visita ao bairro em dias de jogo do Boca Juniors, o mais popular time da Argentina. Mas, aos amantes do futebol, assistir a um jogo é programa interessante. Para os que desejam programa mais ameno, a visita guiada ao curioso estádio La Bombonera (por, devido ao formato quadrado e vertical, assemelhar-se a uma caixa de bombons) já basta. O passeio inclui caminhada pelo gramado e acesso ao museu do clube.

O bairro também tem uma boa oferta de cantinas italianas, freqüentadas por argentinos, basicamente. Vale apostar nas casas situadas na Calle Necochea, entre Olavarría e Brandsen, animadíssimas à noite. Há outros três restaurantes bastante tradicionais: o Samovar de Rasputin, onde acontecem shows de jazz à noite; o Il Metterello, uma honesta casa italiana; e o Don Carlos.
Onde comer
Samovar de Rasputin – Calle del Valle Iberlucea, 1251. Tel.: 4302-3190.
Don Carlos – Calle Brandsen, 699. Tel.: 4362-2433.
Il Metterello – Calle Martín Rodriguez, 517. Tel.: 4307-0529.

Principais atrações: Caminito, La Bombonera, Museu Quinquela Martín e Museu de Cera.

Anúncios

2 Respostas to “Buenos Aires a pé: La Boca”

  1. Júlio Says:

    Aqueles torcedores do Boca , podiam diminuir o alto falante em frente ao estádio.

  2. eaicasal Says:

    Nada como conhecer Buenos Aires a pé. aliás qualquer cidade que conhecemos de bicicleta ou a pé nos dá uma perpectiva muito melhor de onde e como vivem os locais. pois não somos transportados de um ponto turístico ao outro. amo caminhar em minhas viagens, acabam com os meus pés mas renovam minha alma.
    amei minhas longas caminhadas em buenos aires, praga, bruges, Ulm…em todas e de bicicleta em amsterdam!
    você encontra Buenos aires e Amsterdam no site http://www.eaicasal.com.br e em breve muitos outros destinos!
    compartilhe comigo de minhas romênticas experiências e aqueça sua vida com minhas deliciosas receitas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: