Porco com mariscos, queijo cremoso: meu último almoço em Portugal

Queijo de cabra pra comer de colher: poucas coisas podem ser mais gostosas

Queijo de ovelha pra comer de colher: poucas coisas podem ser mais gostosas

Então, como prometido, vamos mostrar o tal porco à alentejana, preparado com mariscos. Eu, da outra vez que estive em Portugal, provei o prato em Évora. Era, mais que tudo, curiosidade alimentada por necessidade profissional. Porco com marisco, que coisa estranha, eu pensei. Mas, se é o prato típico daqui, vamos provar.

Provei e adorei. Foi no restaurante O Grémio, depois de dar com a cara nas portas do Fialho, que estava de férias (ai, essa mania de não reservar mesa…).

Desta vez estava determinado a repetir o prato. Em outro restaurante, naturalmente. Era domingo, muitos lugares estavam fechados. Apoiado na dica do recepcionista do hotel, escolhi O Antão. Vi parte da missa de domingo na igreja da Praça do Giraldo e, pouco depois do meio-dia, fui pro restaurante, a poucos passos dali  (a Igreja é a de Santo Antão, daí o nome da casa. Aliás, esse santo, que dá nome a uma rus lisboeta cheia de restaurantes, a maior parte pega-turistas, mas lá está o Gambrinus, verdadeira instituição portuguesa, não faz nenhum sucesso no Brasil, ao contrário da terrinha).

Pois, enfim. Comecei o almoço com o indescritível queijo de ovelha cremoso, parente próximo, mas de outra zona, do famoso queijo da Serra da Estrela.  Comi feliz muitas colheradas, algumas solo, outras esparramadas no pão.

Depois veio o prato, perfumado e gostoso. Restaram só as cascas dos mariscos, alojadas na embalagem do queijo, história que deu origem a isso tudo, e algumas batatas fritas (aliás, como gostam de batata frita os portugueses. Com pão, alho, azeite e coentro, foram a base de, sei lá, metade dos pratos do país, ou mais).

Porco à alentejana: parece estranho, mas é uma delícia

Porco à alentejana: parece estranho, mas é uma delícia

Então, agora, depois do mistério, apresento o tal porco à alentejana. Que, para quem gosta de porco e marisco, é imperdível. Embora não pareça que seja.

Anúncios

2 Respostas to “Porco com mariscos, queijo cremoso: meu último almoço em Portugal”

  1. Nina Says:

    Parece que O Antão resta como plano b para quase todo mundo que conheço que vai para Portugal. Este ano – minha primeira vez em Évora -, saí de casa com recomendações expressas de experimentar esta instituição mundial que é o Fialho. Cara na porta. risos
    A experiência off-comida do Antão, mais que especial, foi ser presenteada na saída com uma fita K7 (impressionante como certas coisas ainda persistem em Portugal) e um CD com músicas portuguesas cantadas pelo proprietário do restaurante. O disco não sei se ainda o tenho, mas a K7 ganhou lugar de honra na estante.
    Fui de sopa e bacalhau, acho que nunca estarei preparar para o porco com mariscos.
    beijos

  2. brunoagostini Says:

    Hummm. Não sabes o que está perdendo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: