Prêmio Vejinha: Quadrifoglio arrebenta de novo

Diamante de chocolate do Quadrifoglio

O Quadrifoglio já tinha feito bonito há uns dez dias, quando lançaram a edição 2010 do Guia Brasil. Receberam duas estrelas, que não é para qualquer um. Ontem, no prêmio Comer e Beber, da Vejinha (que delícia estava o macarron de especiarias com foie gras! E o espumante francês era bem digno) o restaurante do Jardim Botânico foi o grande vencedor, a meu ver. Faturou “Melhor restaurante italiano” e chef revelação, Kiko Faria, que está cozinhando muito mesmo. Fica prometido para logo uma nova visita. Até porque na próxima semana vai ter mexida no cardápio. Porque quem foi que disse que em time que está ganhando não se mexe. Mexe, sim. E deve vir coisa boa aí. Só não entendi como a CT Brasserie pode ter ganho “Melhor francês”. Meu Deus, e o Le Pré Catelan? Bonito foi ver o Eça, do brilhante Frederic, da espetacular Deise e da eficiente Nina, faturar “Melhor contemporâneo”.
Também achei lindo o Adonis ganhar o “Melhor chope”. E a Casa do Alemão, e seu croquete sensacional, ter vencido o “Melhor salgado”.

Lá embaixo tá a lista de todos os vencedores.
E aqui revelo um segredinho. Eu seria jurado de bares, cheguei até a mandar meus votos. Mas, com a chegada a O Globo, não poderia mais ser jurado do concurso, até porque a minha assinatura era “Correspondente do site Viaje Aqui”. Já não sou mais. Assim nasceu este Rio de Janeiro a Dezembro, que estou adorando fazer. Obrigado a todos pela presença.

Aliás, estavam lá na festa além de dezenas de amigos queridos, nosso prefeito e governador, que andam animados e festeiros. Parecem até dois Lulas cariocas…

Então, fica prometido pro feriado as fottos dos últimos posts, que estão, como se diz no jargão do jornalismo de TV, “pelados”, ou seja: sem imagem.

RESTAURANTES
Melhor da alta gastronomia – Roberta Sudbrack
Melhor asiático – Sawasdee Bistrô
Melhor brasileiro – Siri Mole & Cia
Melhor carne – Esplanada Grill
Melhor carne/rodízio – Porcão
Melhor cozinha contemporânea – Eça
Melhor francês – CT Brasserie
Melhor italiano – Quadrifoglio
Melhor japonês – Sushi Leblon
Melhor peixes e fruto do mar – Satyricon
Melhor salada – Celeiro
Melhor tradicional – Adegão Português
Melhor bom e barato – Artigiano
Chef revelação – Kiko Faria (Quadrifoglio)
Chef do ano – Claude Troisgros (Olympe/66 Bistrô/CT Brasserie) Restaurateur – Ana Carolina Gayoso (Sushi Leblon/Zuka)
Carta de vinhos – Terzetto

BARES
Melhor boteco – Café e Bar Pavão Azul
Melhor carta de drinques – Academia da Cachaça
Melhor chope – Adonis
Melhor cozinha – Chico & Alaíde
Melhor fim de noite – Nova Capela
Melhor happy hour – Braseiro da Gávea
Melhor música ao vivo – Mas será o Benedito
Melhor da orla – Bar Urca
Melhor para ir a dois – Bar dos Descasados
Melhor para paquerar – Champanharia Ovelha Negra
Melhor quiosque – Siri Mole & Cia Praia

COMIDINHAS
Melhor brigadeiro – Colher de Pau
Melhor café – Armazém do Café
Café da manhã – Escola do Pão
Chocolate – Aquim
Melhor crepe – Le Blé Noir
Melhor doce – Confeitaria Colombo
Melhor pão – Garcia & Rodrigues
Melhor salgado – Casa do Alemão
Melhor sanduíche – Focaccia
Melhor sorvete – Mil Frutas
Melhor suco – Bibi Sucos
Melhor temaki – Koni Store

Anúncios

3 Respostas to “Prêmio Vejinha: Quadrifoglio arrebenta de novo”

  1. Leandro Says:

    Ainda não tenho a revista em mãos, mas vitória do CT foi sem dúvidas a grande surpresa, pode ser um indício de que os franceses de nome estão fazendo muitas concessões a ingredientes brasileiros, efeito da crise ou até perda de qualidade, aliás creio que alta cozinha francesa no Brasil não existe então a escolha nem me parce tão absurda. Digna de nota (e diria até suspeita) também a exlcusão da categoria “portugueses”, que o Antiquarius sempre ganhou por unanimidade ou quase, mas foi bom ver o Adegão valorizado, faz tempo que não como lá mas fui por muitos anos e a constância era notável, item raro nos restaurantes daqui.

  2. Mauro Lima Says:

    Grande Bruno, é claro que toda eleição de melhor alguma coisa é polêmica, mas sinceramente, esse ano fiquei bem confuso com alguns resultados da Veja Rio. Roberta Sudbrack com prêmio de melhor da alta gastronomia??? Nada contra a chef que é uma das melhores do país, mas gastronomia é diferente de culinária, o restaurante da Roberta não é tão bom na “perfumaria” que acompanha a alta gastronomia, me refiro ao serviço em geral que lá não é comparável ao padrão Fasano e Quadrifoglio por exemplo. Desta forma acho um exagero este prêmio ao RS. Tudo bem que o CT Brasserie é ótimo, mas melhor francês também não dá pé, e o Olympe, Le Pré Catalan? Essa foi pura média e assessoria de imprensa porque se era para dar o prêmio a um bistrô poderia ficar melhor na mão do Le Vin em Ipanema.
    Abraços a todos.

  3. Mauro Lima Says:

    Bruno, antes falei do que não gostei, mas achei ótimo o prêmio do Quadrifoglio e do reconhecimento ao trabalho do Kiko. Outro ponto positivo foi o Eça, finalmente deram uma chance ao grande chef belga que mostrou ser possível comer com classe e requinte num almoço no centro do Rio. O resto é mais ou menos o que vemos em todas as edições.
    Um abraço a todos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: