Direto do Rio de Janeiro: blog desaparece da internet

Quase todo mundo que visita este blog aqui se lembra do outro, o Direto do Rio de Janeiro, que eu mantive por quase três anos lá no Viaje Aqui. Um desses três anos de trabalho se perdeu: voltei de São Paulo para o Rio e deixei os originais dos posts lá no meu computador da Editora Abril. Afinal, está tudo na internet.

Assim, de repente, de uma hora para a outra tudo sumiu: fizeram uma mudança no publicador e no site, e os arquivos desapareceram.

Fiquei triste, perdi alguns textos de que gostava muito. Foi praticamente um ano de trabalho, só que fazíamos, em média, um post por semana, o que dá 52 (só pra comparar, em menos de três meses este blog tem bem mais que isso).

Então, a partir daí comecei a salvar todos os textos, direto da internet, numa pastinha separada. Ainda bem. Há uns dias, com uma nova mudança no site, sumiram os arquivos dos blogs, pelo menos dos que já saíram de lá, como o meu, o do Ric e da Clau.

De hoje em diante começo, mais rápido do que planejava, a subir tudo (pena que não dá para trazer os comentários, porque foram ótimas as dicas de leitores, os debates, os adendos). Agora vou migrar o quanto antes todo o conteúdo cá.  Não liguem se vez ou outro aparecer um post sem foto. Achar uma imagem no meu arquivo nem sempre é uma tarefa fácil…

Anúncios

6 Respostas to “Direto do Rio de Janeiro: blog desaparece da internet”

  1. Riq Says:

    Salve Bruno! Ó só: eu não fui tão precavido como você, e fiquei sem os textos de um ano e meio de blog.

    Mas os meu leitores descobriram um jeito de salvar o cache do Google, com fotos e comentários, e juntar tudo num site de compartilhamento grátis de arquivos.

    Pra falar a verdade, eu ainda não entendi como isso funciona direito, mas tá dando certo e o pessoal tá a mil salvando o posts.

    Dá pra ver o processo aqui: http://www.viajenaviagem.com/2009/10/tem-algum-post-do-vnv-da-fase-viajeaqui-no-seu-bookmark-veja-aqui-como-recuperar-o-conteudo/

    Abraço!

    • brunoagostini Says:

      Valeu, Ric. Pior é que os primeiros textos que fui buscar não tinham a possibilidade do cache, como o sobre o 28, pedido do Cristiano. Alguns vi que é mesmo possível. abração

  2. Cris Beltrão Says:

    Que medo! Sumiço assim? O blog não escreve? Não telefona?

  3. Cristiano Horta Says:

    Bruno, tudo bem?

    Acompanho seus blogs a algum tempo e fiquei surpreso com o “sumiço” do Direto do Rio de Janeiro, pois estava programando uma visita a um local que você “blogou” e minha memória não ajudou a lembrar o nome oficial e tampouco o endereço.
    Trata-se do “28”. Lembro-me até do título do post “Ode ao 28″…
    Aproveito o comentário até pra confirmar o nome e o endereço do bendito. O número não é preciso dizer, certo?

    Grande abraço e parabéns pelo novo site.

    • brunoagostini Says:

      Olá, Cristiano. Bem, o seu texto sobre o 28 vai ser o primeiro a subir, então. Obrigado pelas visitas. abração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: