Os botecos do Maracanã (obrigado Pet, obrigado, Fogão, obrigado, Flu)

Salete no Rio Botequim

Sem fotos do Salete, precisei recorrer ao guia Rio Botequim…

Com a boa fase do Flamengo (obrigado Pet, obrigado, Fogão, obrigado, Flu) achei legal reeditar este post, sobre botecos próximos ao Maracanã. Além do Salete e do Bar do Costa, há vários outros, a começar pelo próprio Varnhagem, um dos mais próximos. Mas tem ainda toda a turma da Vila, vizinha ao Bar do Costa naquele famoso quadrilátero botequeiro.

 

 

OS BOTECOS DO MARACANÃ – publicado em 20/05/2008

Quando junto as palavras Maracanã e comida, uma imagem saborosa vem à cabeça de qualquer rubro-negro, ainda mais nos últimos anos: bacalhau. Nham nham nham. Mas, falando sério agora. Respondendo ao e-mail do Guilherme, quando penso em Maracanã instantaneamente salivo ao lembrar das empadas da Salete. Este legítimo pé-sujo tijucano, a uns dez minutos, no máximo, de caminhada até a estátua do Belinni, por onde entra a torcida do Mengão, é uma instituição para os freqüentadores mais botequeiros do Maraca. A massa fina e delicada é recheada generosamente com camarões de tamanho razoável, refogados com bastante tempero. Acompanhadas de chope e pimenta, são a melhor maneira de molhar a garganta e forrar o estômago antes de assistir ao futebol das arquibancadas. Para quem a fome for tanta que as empadas não resolvam, melhor pedir o risoto de camarão, que alimenta até três pessoas com fartura. Melhor mesmo comer por lá. Ou no Bar do Costa, lá pelas bandas do outro lado do estádio, em Vila Isabel, outro boteco clássico das redondezas do Maracanã. Porque do lado de dentro a coisa anda feia pro torcedor que quer repor as energias. Hoje em dia se foi a graça de comer nas arquibancadas. O melhor está mesmo lá fora. Há uns anos assistíamos às partidas devorando um cachorro-quente Geneal ou um biscoito Globo com Mate Leão (daqueles de tonel de alumínio). Hoje até tem cachorro quente, mas não é mais da Geneal. E, por causa dos brigões, mesmo as cervejinhas estão banidas do estádio. Quem dera tivéssemos aqui, como em BH, botecos servindo feijão tropeiro pra galera. Faz uns dois anos que não vou, nem no Salete nem no Bar do Costa. Nem tenho foto digitalizada aqui comigo. Então, fotografei a página do Salete no ótimo guia Rio Botequim, edição 2004. Repare nas empadinhas, nos azulejos.

Salete: Rua Afonso Pena, 189, Tijuca. Tel.: 2264-5163.
Bar do Costa: Rua Torres Homem, 150, Vila Isabel. Tel.: 2204-0240.

 

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

2 Respostas to “Os botecos do Maracanã (obrigado Pet, obrigado, Fogão, obrigado, Flu)”

  1. Guilherme Lopes Says:

    Que campeonato, hein?

    Mas aqui, o Cruzeiro não desistiu ainda não…

    Vamos acompanhando!

    ; )

  2. Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro « Rio de Janeiro a Dezembro Says:

    […] Botecos do Maracanã […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: