No Grajaú, um joelho bom pra cachorro

 

Joelho do Enchendo Linguiça

Isso é sacanagem: um joelho defumado, temperado com ervinhas e assado naqueles fornos tipo 'TV de cachorro". E a pele fica pururuca, crocante que só. Ai ai ai...

 

Dessas coisas todas gostosas que provei em 2008 certamente uma das mais soberbas foi o joelho de porco defumado à pururuca do Enchendo Lingüiça. Fui organizar as coisas do ano passado e me deparei com uma pasta do Comida di Buteco, com fotos e textos sobre o festival do qual fui jurado. Encontrei essas impressões do lugar, que ficaram perdidas no baú do ano passado.

 Uma praça típica da Zona Norte cria uma esplanada que parece projetada para abrigar mesas de um boteco. Para aproveitar o espaço privilegiado, que ele – o boteco –seja bom. Espraiando-se pelas pedras da calçada, o Enchendo Liguiça, no Grajaú, foi uma descoberta arrebatadora. Chegar a este boteco não é difícil, mas também não diria que é fácil. Atravessamos o túnel, descemos sentido Tijuca, nos embrenhamos pela Vila Isabel e, depois de colher algumas informações com moradores, pronto: estamos no número 2 da Rua Engenheiro Richard.
 A especialidade da casa nos saúda logo à porta. Dentro de uma TV de cachorro, aquele forno envidraçado no qual giram, normalmente, aves (os tais frangos de padaria), são assados joelhos de porco suculentos. Com a rotação a pele ganha aparência de pururuca, crocante, enquanto a carne bem temperada se desmancha a qualquer contato do talher. Não é só uma festa de texturas, mas uma receita muito saborosa. A carne de porco, defumada e marinada em ervas, é um show. É uma das coisas que recomendo com mais ênfase.
 Revezando e misturando os acompanhamentos, uma salada de batatas no ponto e um chucrute entre os melhores da cidade, que parece feito com pedacinhos do próprio joelho (sem esquecer das mostardas), apreciamos um dos mais gostosos pratos de botecos cariocas. Uma obra-prima que funde vários clássicos do Rio, os tais fornos comuns em padarias, a cozinha mineira e o joelho de porco dos bares alemães. Vai muito bem com o bom chope da casa, bom é começar com o claro e no meio do prato pular para o escuro.
Taí uma combinação feliz entre tradição, criatividade e bom gosto.

Publicado em 6/2009

Anúncios

3 Respostas to “No Grajaú, um joelho bom pra cachorro”

  1. Luca Says:

    Confesso que a linguiça croc de lá que concorria ao Comida de Buteco me deixou meio decepcionada (ainda bem que comecei a maratona lá e terminei no Petit Paulette). Mas tenho ouvido tantos elogios ao enchendo lingiça recentemente que preciso voltar. Eles ganharam o prêmio de melohr petisco (ou boteco, não lembro) do Dia. Bjs.

  2. Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro « Rio de Janeiro a Dezembro Says:

    […] Enchendo Linguiça […]

  3. HOSTER Says:

    GOSTEI MUINTO DO JOELHO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: