Porque eu adoro o verão carioca

Só esse pôr-do-sol em Ipanema, exclusividade do verão, já me basta. Mas, para isso, é preciso haver um dia de sol, ao menos um fim de tarde

Falta poucos dias para o verão. No fim de semana publicamos o resultado da eleição dos 69 melhores lugares para amar no Rio de Janeiro. Enquanto isso, republico um textinho de quase um ano atrás, falando da estação mais quente do ano no Rio de Janeiro.

No que diz respeito à  meteorologia, não há o que acrescentar ao que se sabe. Me lembro de um post que o Ric escreveu, e eu não consigo encontrar, falando do tempo no Rio de Janeiro nos meses de calor, tese corroborada pelo Leandro, que deixou na caixa de comentários (lá do Viaje Aqui) o seguinte texto: “Boas festas para todos, mas não vejo a hora do verão ir embora, gosto mais do outono e em alguns anos até do inverno pelos seguintes motivos: 1- Fora do verão o sol é mais firme e os dias mais bonitos, e para melhorar o sol queima bem menos. 2- As praias ficam mais limpas (menos gente e menos chuva). 3- A água do mar fica menos gelada, no outono às vezes fica até quase morna. 4- Menos agito e confusão.  Fora outros que esqueci.”  

Estão certíssimos. Leandro, concordo em gênero, número e grau com você. 
 O verão carioca tem muita chuva e nuvem, lamentavelmente. Em bons anos, o sol aparece quase todos os dias, interrompido por chuvas de verão que lavam a cidade e as nossas almas. Nos anos ruins há mais dias nublados que ensolarados. Mas mesmo nesses, sempre dá para pegar uma corzinha, desde que você esteja de prontidão para correr à praia ao menor sinal de sol. É bom ficar alerta caso esteja no Jardim Botânico, Gávea, Humaitá ou para lá do Túnel Rebouças, longe das praias. Muitas vezes chove nos bairros mais próximos do Maciço da Tijuca, mas não em alguns pontos da orla. Um amigo que mora no Humaitá vez ou outra me liga: “E aí, tá sol por aí”. Da mesma maneira, saiba que, se estiver batendo aquele sudoeste em Ipanema e Leblon, dá para pegar uma prainha fantástica ali no Posto 6, em Copa, protegido dos ventos fortes pelos prédios.  
 (Enquanto escrevo cai uma chuva fina e triste, que é um horror, parece que não vai terminar nunca) 

 O simples fato de suceder a primavera faz do verão um momento especial no Rio de Janeiro. Porque setembro, outubro, novembro e parte de dezembro são meses insuportavelmente chuvosos. Junto com dezembro e as festas, geralmente o tempo dá uma melhorada. Uma das frases mais comuns é “Ainda bem que saiu o sol, não agüentava mais aquela chuva”. Todos os anos escuto isso, da mesma maneira que todos os anos falo isso. Meteorologicamente falando, o verão é muito melhor que a primavera – mas o outono e o inverno são invariavelmente sublimes, a melhor temporada no Rio. 
O que me seduz – e a tanta gente – no verão carioca não é como se porta o tempo, mas as pessoas.   
 Eu nasci em janeiro e, das duas, uma: ou eu odiaria o mês e a estação, ou seria um eterno fã do mais carioca dos meses. Entre os 12 do calendário, o mês mais identificado com o Rio é janeiro – e não apenas por fazer parte do nome da cidade, mas porque é quando seus habitantes são mais cariocas: vão mais à praia, sambam mais, bebem mais chopes e sucos, comem mais peixes e saladas, dão mais beijo na boca, falam mais bobagem, andam mais de chinelo, passam mais tempo na rua, dormem mais tarde e acordam mais cedo.  
É tempo de acasalamento. Parece algo instintivo. Um certo clima de libertinagem toma conta dos lugares. A libido está em alta. As pessoas exibem mais os corpos malhados durante o ano para estarem no auge no verão. Casais se desfazem e outros nascem no verão. É comum, entre jovens e adolescentes, principalmente, terminar uma relação em dezembro para retomá-la após o carnaval. É o famoso “dar um tempo”. Pode reparar, geralmente os casais dão um tempo no verão.   
 Outra coisa importante para aumentar a pressão da cidade é a invasão de turistas. Claro que isso tem os seus aspectos negativos – preços sobem, praia mais cheia, bares mais cheios, alguma farofa etc etc etc. Mas os forasteiros contribuem decisivamente para alegrar a cidade, com o seu samba desajeitado, o seu interesse em mergulhar na alma carioca, sua descontração deslumbrada. E esse pessoal vem cheio de amor para dar. É sempre divertido conhecer uns gringos e brasileiros de outros estados. E isso acontece repetidamente a cada verão.  
 Tem festa de segunda a segunda, as ruas ficam cheias de gente. A Lapa entra em ebulição. Os bares vendem chope como água.  
 Também tem papel relevante nesta animação o carnaval que se aproxima. O clima vai esquentando. Em janeiro as quadras das escolas de samba já estão lotadas. As festas dos blocos de carnaval, quando muitas vezes são escolhidos os sambas, começam a bombar.  Ninguém se livra do contágio festeiro. 
 Até os patrões são um pouco mais tolerantes com os atrasos. “A noite foi boa, hein”, é uma repreensão corriqueira.  
 O verão é um tempo de novidades em todas as áreas. Surgem novos músicos e cantores, restaurantes, lanchonetes e bares, drinques, cangas, biquínis, bermudas, atores, casas de show. Muita coisa fica para a posteridade, outros fenômenos são efêmeros e terminam junto com o verão, afogados pelas águas de março. As novidades da estação são combustível para profundas discussões de botequim. Verão é tempo de mudança, de reflexão, de estréias. Qual o melhor samba? Quem vai ser campeão carioca? Como atuará o novo prefeito? Qual é o melhor chope da cidade? Quem é a musa do verão? O que será da economia? O que será de mim?    
Tem mais coisas, muito mais. Poderia exaltar os dias mais longos, o sol se pondo no mar de Ipanema, os novos sorvetes do Mil Frutas…  Mas se eu fosse gastar uma frase para explicar cada ponto que faz do Rio um lugar incrível para passar o verão, tornaria este texto infinitamente longo. 
Publicado em 27/12/2008

Anúncios

Uma resposta to “Porque eu adoro o verão carioca”

  1. Um pouco de carnaval « Rio de Janeiro a Dezembro Says:

    […] Porque eu adoro o verão carioca […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: