Sábado em Benfica: um pouco de Portugal no Rio de Janeiro

Adonis: um dos melhores chopes do Rio

Este blog, como se sabe, gosta muito de Ipanema e do Leblon. Adora jantar no Le Pré Catelan e pegar o almoço executivo do Fasano al Mare. Não dispensa uma caminhada na praia nem nos dias nublados. Mas um dos grandes prazeres desta cidade tão linda está nos seus subúrbios. Acontece que as pessoas, inclusive os prórpios cariocas, ignoram isso. Tenho muitos conhecidos que nunca foram além da Tijuca. O Grajaú já lhes é uma incógnita. Se o próprio carioca da Zona Sul mal frequenta os bairros da Zona Norte, imagine os turistas. Não devia ser assim. Para conhecer o Rio de verdade a Zona Sul e o Centro não bastam. É preciso ir além do Túnel Rebouças e investigar os bairros populares: Benfica, Maria da Graça, Braz de Pina, Caju. Aos sábados um dos programas mais autênticos do Rio é a festa portuguesa da Cadeg , em Benfica. Este bairro, próximo a São Cristóvão, como o nome indica, é desde muito um reduto de imigrantes portugueses e seus descendentes. Lembre-se que o Vasco está logo ali. (A foto do post de ontem, do homem dançando com a camisa na qual mse lê “Feliz Natal” foi tirada lá, em dezembro do ano passado)
Ao som das músicas lusitanas o bacalhau circula pelas mesas com fartura. Bolinhos e postas generosas assadas na brasa, além de concorridas sardinhas, embalam as conversas. Vinho verde tinto (sim, daqueles vendidos em garrafas de um litro) e a cerveja gelada tratam de molhar a goela.
Eu sempre pego leve no Recanto das Concertinas, nome do bar epicentro da festa. Porque ir até Benfica exige uma passada no Adônis, um dos melhores bares da cidade, pertinho da Cadeg. É certo que nas tardes de sábado você vai ter que esperar por uma mesa, porque a casa fica lotada, com muitos egressos da Cadeg, inclusive. Desde que cheguem logo uns bolinhos de bacalhau e um chope, a espera é até agradável. Repare no tirador de chope, como maneja bem o equipamento. Lança o líquido com pressão no copo do tipo schinitt. Com precisão cria a espuma na medida certa, cremosa. Para comer, o mesmo da Cadeg, bolinhos de bacalhau e postas do legítimo gadus morhua preparadas em várias maneiras. Os pratos custam umas 200 pratas. Acredite. Em compensação, servem uma família inteira – o garçom me garante que dá para seis pessoas. Se for em menor número, não desanime. Peça em meia porção que eles fazem. E um casal come muito e ainda sobra.

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

Uma resposta to “Sábado em Benfica: um pouco de Portugal no Rio de Janeiro”

  1. Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro « Rio de Janeiro a Dezembro Says:

    […] Sábado em Benfica […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: