Via Twitter, uma ode de Moacyr Luz aos botecos cariocas

Jaguar, Moa, Luiz Carlos da Vila e um engravatado que não sei que é, numa das mesas da Dona Ana, que faz um angu (e outras receitas encorpadas) soberbo aqui do ladinho d'O Globo

Ontem, via Twitter, o grande Moacyr Luz construiu uma pequena crônica, com saudades dos tempos em que ia de balcão em balcão sem restrições médicas.

Nele, uma ode a alguns dos emblemas maiores (e dos menos conhecidos também) da botecaria carioca em cinco curtos capítulos.

Moa, pode piar.

“- acho que surtei!!!!! saudade da Boazinha, saudade da Claudionor…da Absolut no freezer..saudade da carne-seca do Lord Bar!!!!! socorro….
– saudade da Becosa do Paladino..do maracujá do Momo, do mocotó ddo Real Chopp..saudade do pé de porco do Costa.da costelinha de sei la aonde!
– quero perder os dentes comendo torresmo!!! sardinha frita em óleo saturado…rim, rabada do Adônis….saudade do meu fígado ainda sorrindo…
– quando eu tiver na cama e chamar o médico pra um último pedido: – qual será, pergunto?
– com o fígado desopilado e a cabeça em devaneio..parto pra rua!!!! vou ver as pessoas povando os balcões de bar com cachaça e chopp..só ver!!”

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: