Botecos na terra de Hugo Chavez

Camarões com cogumelos ao alho (e una copa de añejo) do La Tertulia

Herança dos colonizadores espanhóis, as tascas são o equivalente venezuelano dos bares de tapas, inclusive na aparência. Na capital, Caracas, esta tradição está concentrada na área da Candelaria, com várias delas. La Tertulia, La Cita e Mallorca estão entre as mais conhecidas. Percorrer esses balcões, praticamente colados uns nos outros, é o melhor programa gastronômico na cidade.  Boa parte delas abre ainda pela manhã, ali pelas 10h, e só fecha à noite, mas não muito tarde. Podem te servir desde um simples café, ao almoço e jantar. Mas bom mesmo é investigar as suas porções de petiscos, no melhor estilo “salir de tapas”.

Localizada num vale no alto da serra, mas colada ao mar, Caracas tem uma ótima oferta de pescados frescos. Peixes, lulas, polvos e camarões enfeitam em algumas dessas tascas as vitrines refrigeradas. Nelas é possível tanto escolher as porções de acepipes frios quanto os frutos do mar ainda crus que logo irão para a chapa, onde são preparados algumas das receitas quentes, à vista do cliente. Como reza a tradição espanhola, queijos, embutidos e frios, como os presuntos crus, que ficam pendurados no bar, também integram os cardápios, que têm ainda pimentões grelhados. Mas na Venezuela as porções são bastante fartas.

Na Cerveceria Tertulia (na foto) o balcão fica movimentado no horário de almoço. Um bom rum añejo, como o Aniversário, que lembra até um Jerez, é uma ótima maneira de se começar a brincadeira. Na Venezuela há cogumelos muito bons. O prato de champignon com camarões à provençal é um dos melhores, ainda mais quando regado com azeite e pimenta. No fundo da travessa o molho perfumado nos obriga a passar o pão. O lugar parece pequeno, mas há um grande segundo andar, com mesas e um bufê de almoço, além dos refrigeradores com o pescado do dia.

Logo na esquina de baixo, a La Cita tem um balcão ainda maior, com fileiras de bancos dos dois lados e um time de atendentes dos mais simpáticos. Aos habituados à Argentina vale saber que nas tascas venezuelanas empanadas são equivalentes aos nossos empadões e não são pastéis de forno. O recheio mais comum é o de bacalhau, que faz bastante sucesso ali. Mas bem melhor é o vinagrete de polvo, com tentáculos miúdos, mas fartos e macios, muito bem temperado. Um pratinho de sobremesa, como é servida a porção que fica exposta numa geladeira à porta, parece pouco. Além do rum (no La Cita  a sugestão do maitre é o Santa Teresa, de solera) e das cervejas nacionais, como a Polar e a Zulia, as sangrias são bem populares. Também próximo dali está a Tasca Mallorca, menor e mais intimista, com poucas mesas e um bar. Especialidades? As mesmas: saladas de frutos do mar, camarões com cogumelos, empanada de bacalhau, peixe grelhado…

Além da Candelaria, há mais tascas recomendáveis em outras zonas da cidade, como o bairro de Sabana Grande, por exemplo, onde está a ótima Rías Gallegas. Como nas outras, o balcão é o melhor lugar a se acomodar.  A decoração combina belos painéis de azulejo com pratos pendurados nas paredes. A porção de cogumelos salteados com alho, encorpada com um molho perfumado, vale a investida. Só não esqueça de pedir o pão para limpar o prato.

La Tertulia – Esquina de Alcabala com Urapal, La Candelaria. Tel.: (212) 572-9757.
La Cita – Esquina de Alcabala com Avenida Este, La Candelaria. Tel.: (212) 572-8180.
Mallorca – Av. Este, entre Alcabala e Puente Anauco, La Candelaria. Tel.: (212) 572-5974.
Rías Gallegas – Av Francisco Solano, esquina com Apamate, Sabana Grande. Tel.: (212) 763-0575.

Anúncios

Uma resposta to “Botecos na terra de Hugo Chavez”

  1. Júlio Says:

    Buteco sem democracia não dá.Um saludo pra tds os amantes das liberdades ampla ,geral e irrestrita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: