Os 40 melhores bares de São Paulo

Na matéria dos bares de São Paulo eu listei 34 que, na minhã opinião, são os melhores de São Paulo. Como qualquer lista do gênero, não é uma seleção definitiva. Teve muita gente boa que ficou de fora. E outros, poderiam sair para dar lugar a esses. Mas, tudo bem: a gente aumenta a lista.

Perguntamos lá no site d’O Globo quais, para os leitores, são os melhores da cidade.

Aparecerem votos bem relevantes.

Então, resolvi completar a lista, somando no total 40 restaurantes.

Abaixo eu listo os “retardatários”.

– Bar do Luiz – No dia anterior à publicação da matéria, estive no soft open do Astor. Conversando com o Edgard perguntei a ele qual seria o melhor bar de São Paulo. Ele nem pestanejoum, cravando no Bar do Luiz como um boteco diferente e sensacional. Lá no site d’O Globo, um leitor também recomendou este bar. Ele escreveu assim: “Se voce conhece os bares de S.P deve conhecer o Bar do Luiz na Av Coursino. É Um típico buteco B todo ladrilhado com cerveja de garrafa Original que é gelada na hora numa máquina de fazer sorvete . Tem os melhores rizoles do mundo e acepipes que voce escolhe senta e espera ser chamado para pegá-los , pois o bar não tem garçons. Se voce estiver do lado de fora o bar inteiro vai chamando seu nome até chegar em você. Portanto não existe gorjeta. Ele é comandados por uma família nissei cujo patriarca é o seu Luiz. Não abre aos domingos . Imperdível!!!” – Bar do Juarez – Já estive lá algumas vezes, e de fato é um belo boteco. Implico um pouco com a sua localização, a Vila Olímpia, dos bares, restaurantes e pessoas sem alma.Mas o Juarez é exceção à regra, um botecaço que merece ser visitado, o único que realmente vale a pena por aquelas bandas.

– Bourbon Street – Este bar bem poderia mesmo ter entrado na matéria. Não por ser um bar com comida ou bebida incríveis, nesses quesitos não faz o meu estilo mesmo. Porém, a trilha sonora dali compensa dividir espaço com aquele público mauriçola e arrumadinho bem característico de São Paulo. Definitivamente, esta não é a minha praia. Mas como rolam ótimos shows ali, já estive na casa algumas vezes. E sempre saí feliz de lá. Gastando pequenas fortunas, mas feliz.

– Bassa – Acredite, São Paulo tem um bar frequentado por surfistas. É o Bassa, que só poderia estar na Vila Madalena, bairro paulistano que mais tem algo que ver com o Rio, com o clima praiano. Mas atenção. Os surfistas descem a serra para pegar onde em Maresias e vizinhança nos fins de semana. Portanto, às sextas e aos sábados o Bassa não abre…

– Ponto Chic – Endereço emblemático da capital, onde teria surgido o sanduíche bauru. Não peça outra coisa ali. O sanduíche leva carne, tomate e, o grande lance da receita, uma queijo fundido caseiro fenomenal.

– Pilico e Bia –  Não é exatamente um bar. Mas não é tampouco um restaurante. É uma casa que recebe pessoas para comer frutos do mar. Não tem letreiro. Mas o lugar serve pescados frescos em porções fartas, num clima familiar e festivo. Pode não ser um boteco, mas que perece, isso parece. E tem até site.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: