Os turistas e os brasilionaires

Turista fotografa a catedral de Notre Dame, em Paris: lotada de compatriotas

Aqui em Paris há basicamente dois tipos de turista brasileiro. Em número muito maior estão aqueles que só estão preocupados em visitar a Torre Eiffel, a Catedral de Notre Dame, o Louvre e outros medalhões turísticos. São aqueles que se contentam em fazer uma foto na frente dos monumentos e pronto, para ele a cidade, qualquer cidade, está suficientemente conhecida.

É impressioante como tem brasileiro nos principais pontos turísticos. Em compensão, em outros lugares, quase não há.

Mas há uma outra categoria, que já até ganhou apelido por aqui: são os brasilionaires. Esses se hospedam em hotéis como o Lutetia, o Ritz, o Crillon, o Bristol, o Meurice, o Geroge V.

Jantam nos mais estrelados restaurantes da cidade, bebendo vinhos especialíssimos. Compram muitas sacolas nas lojas de grife . São aqueles que, quando entramos no avio, estão lá na frente, na primeira classe (tem alguns também na executiva).

São poucos, mas fazem a alegria dos franceses, ainda mais em tempos de crise ainda latente nos EUA e Europa.

Pois é.

Anúncios

Uma resposta to “Os turistas e os brasilionaires”

  1. Comes, bebes, altos papos e boa música às margens do Rio Sena (e o índice de posts da viagem a Paris e Champanhe) « Rio de Janeiro a Dezembro Says:

    […] Os turistas e os brasilionaires […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: