Sugestões afetivas de restaurantes para o Dia dos Pais

Os bolinhos de bacalhau do couvert do Antiquarius: adoro, ainda mais com muito azeite e pimenta

Em datas especiais como Dia dos Pais e aniversários prefiro sempre cozinhar em casa para a família e os amigos a sair para comer.

Por várias razões, a começar pelo prazer de todo o processo. Depois, porque em casa sempre dá para beber vinhos melhores, aquela garrafa guardada há tanto tempo para ocasiões assim.

Desta vez não será diferente. Domingo vou fazer um almoção aqui. Almoção é maneira de dizer, porque essas refeições nunca começam antes das 18h. Mas tudo bem…

O pai pediu carne, o que entendi como uma boa rabada ou uma das que faço no forno, em longo cozimento (paleta de cordeiro, pernil de javali, costelinha de porco, pato). Hoje me decido, para começar o tempero amanhã e deixar a carne no forno em fogo baixo por toda a tarde de domingo.

Para começar, um champanhe safrado de pequeno produtor. Depois, algum bom tinto que o pai promete trazer. Para fechar, um Porto vintage. Aí, não me dá vontade de sair para comer no Dia dos Pais, não.

Sem contar que as crianças brincam mais à vontade, dá para ver o futebol e ouvir Cartola. E a conta é umas 20 vezes menor…

Mas tem sempre me pedindo dicas de lugares para almoço no Dia dos Pais.

Então, achei melhor fazer um post.

Penso que Dia dos Pais seja uma data que pede um restaurante clássico. Nunca pensaria em cozinha contemporânea, molecular ou oriental. Para o próximo domingo, para mim, cai bem um bom português, um italiano ou uma boa casa de carnes. Quem sabe até uma pizzaria…

Também não acho que combina com francês, para mim. Amo o Pré Catelan e o Olympe, mas não iria neles. Essas casa, para mim, são mais para Dia das Mães, Dia dos Namorados e datas, digamos, mais sedosas.

O indecente, enorme e delicioso bacalhau do Adonis: R$ 100 para uns três

Então, que tal aproveitar o domingo para conhecer um restaurante novo? Aposto que poucos conhecem, embora todos tenham já ouvido falar, do Adonis, em Benfica. A casa simplesmente serve o melhor bacalhau do Rio, para até três pessoas, por cerca de R$ 100. E o chope é de primeira.

Recomendo também para isso com toda a ênfase do mundo o Antiquarius (do Leblon, por favor). Aqui também entram razões sentimentais: era lá que o avô mais gostava de comemorar a data e herdei essa condição (se não fosse fazer almoço em casa, seria a minha escolha, com certeza).

Assim, veria com bons olhos o Adegão Português, em São Cristóvão, mas relatos recentes sobre a casa não me animam.

Já os italianos compõem uma lista enorme de endereços altamente recomendáveis enquadrados nesta categoria tradicional. Não me animaria a ir ao Fasano al Mare no próximo domingo, mas ao Gero, sim, com certeza. Também são nomes altamente recomendáveis o Da Brambini e o D’Amici, ambos no Leme. Sei lá, acho que o Leme se enquadra na categoria “Bom para o Dia dos Pais”, porque também tem a (ou seria o?) Shirley, um clássico da década de 1950.

Entre os restaurantes italianos nos quais eu almoçaria no próximo domingo estão ainda o Terzetto e o Quadrifoglio.

Também seria capaz, seguindo a linha íatalo-lusitana, de subir a serra só para comer na Locanda della Mimosa ou no Parrô do Valentim. Quem sabe no Parador Valência?

Para os carnívoros, o Esplanada Grill serve a melhor carne do Rio. E o Porção, em toda a sua pressa e exagero, ainda é sempre uma boa escolha, desde que se saiba conduzir os garçons, e não o contrário.

Para os que curtem um peixinho, acho que o Dia dos Pais é ótima oportunidade de degustar coletivamente o grand piatto di mare, no Satyricon, seguindo de camarões e lagostas grelhados, ou bom pargo al sal grosso. Também acho que vale considerar um circuito árabe no Amir.

Também acho a data propícia para uma esticada até Vargem Grande e cercanias para curtir um restaurante agradável, com jardim etc. Assim, o Quinta e o Dom Pascual se mostram como boas opções.

E, para finalizar, recorro aos clássicos: que tal um almoção no Lamas, no Jobi, no Alvaro´s, no Degrau, no Nova Capela, no Braseiro da Gávea, no Cosmopolita, no Bar Brasil (ah, não, que lástima: o Bar Brasil e o Cosmopolita não abrem aos domingos…) ou no Bar Urca?

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

4 Respostas to “Sugestões afetivas de restaurantes para o Dia dos Pais”

  1. Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro « Rio de Janeiro a Dezembro Says:

    […] Sugestões afetivas de restaurantes para o Dia dos Pais […]

  2. Dri Says:

    Esse restaurante ae, esse tal de “Chez Lagostini”, acheita reservas pra outras datas????

    =)

    Um ótimo dia dos pais pra todos!!!

    • brunoagostini Says:

      aceitamos reservas. E aqui o esquema é econômico. Basta trazer um vinho (e lavar a louça depois) que é todo mundo bem chegado… 🙂

      • Dri Says:

        Conheço um outro lugar assim… É o “Chez Coppos”!! Vamos analisar a agenda dos dois chefs e ver se há uma brecha!

        =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: