Movimento anti-tabasco! Eu apoio

Como uma praga, o vidrinho se espalhou por todas as mesas cariocas: restaurantes com preguiça de fazer uma boa pimenta. Quero a minha malagueta de volta!!!!

Até acredito que a cozinha mexicana seja mesmo incrível. Adoro comida apimentada, aprecio demais um prato salgado com ingredientes adocicados, acho lindas as receitas coloridas, a brincadeira com as diferentes texturas, os ingredientes exóticos. Mas acho um horror os restaurantes mexicanos que existem no Brasil, principalmente aqueles que colocam garçonetes armadas de tequila e uns sujeitos que apitam enquanto agitam a cabeça do pobre bebedor do destilado de agave azul. Coitados de nós…
Mas se os restaurantes mexicanos, e também os chamados tex-mex, apenas servissem sua comida desprezível, tudo bem. O problema é que essa onda chicana veio acompanhada de uma praga: o tabasco. Como um câncer esse vidrinho de pimenta industrializada se espalhou por toda a cidade. Tem até boteco e restaurante estrelado colocando tabasco nas mesas. E cadê a minha boa e velha malagueta, curtida em cachaça, azeite, alho e folhas de louro? Cadê, meu Deus? Sento-me num restaurante, peço um caldo de feijão e uma pimentinha, e o que ve chega? Um frasco de tabasco… Chego no restaurante português e mando descer uma porção de bolinho de bacalhau, com azeite e pimenta para acompanhar, naturalmente. E o garçom me traz um tabasquinho…
Pior que isso são os lugares que nem te dão a possibilidade de escolha: só tem tabasco e pronto!
Dessa maneira, eu, que era indiferente ao tabasco, acabei tomando uma antipatia danada. E acabo de lançar o movimento anti-Tabasco.
Quero meu pote de malagueta de volta, quero minha conserva de dedo-de-moça. Quero minha cumari, até a pimenta-de-bico, que só serve para enfeitar. Quero minha pimenta-de-cheiro. Quero a minha cambuci, minha aroeira, a falsa pimenta-rosa. Dai-me todas elas, por favor. Mas tabasco, não, te rogo.
Viva o anti-tabasquismo!
Anúncios

4 Respostas to “Movimento anti-tabasco! Eu apoio”

  1. alex castro Says:

    cruzes, quanta besteira! moro em nova orleans e o tabasco é daqui. nao tem nada de chicano, nao tem nada a ver com cozinha mexicana, nem com cozinha tex-mex, nem com o texas, nada, nada a ver… é um tempero da culinaria tradicional cajun aqui de nova orleans, uma industria familiar e local que existe há mais de 100 anos… e sim, concordo que nao precisa expulsar a malagueta, mas ambos podem conviver muito bem…

    eu tenho outra birra: o fato de cada vez menos restaurantes no rio servirem o tradicional cafezinho (q era de graça!) e só oferecem o expresso (sempre pago e caro!)… ainda me lembro da época q agua e cafezinho coado eram coisas q se oferecia de graca a qualquer um… mas, ainda assim, eu nao faria um movimento anti-espresso, pq o espresso, coitado, nao tem nada a ver com isso…

    • brunoagostini Says:

      Caro, conheço a origem do Tabasco, a receita familiar, coisa e tal. Mas os restaurantes mexicanos adotam, sim, este molho. E esa porcaria tomou toda a cidade. Um horror.

    • brunoagostini Says:

      ah, sim: e o movimento anti-tabasco eu mantenho com firmeza. Gostaria até que fossem suspensas as suas importações em nome da defesa da cultura gastronômica nacional

  2. David Says:

    Só quero deixar bem claro uma coisa “La salsa tabasco” q é como agente chama no México na realidade não é mexicana!!!! kkkkk é da porcaria dos Estados Unidos, que já falando mais disso, os Estados Unidos roubaram da gente a receita, e falei assim pq sou mexicano, ai esses doidos patentearam a receita e já era! ninguem merece!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: