A caminho de Búzios e seu festival de gastronomia

Anexo Praia Bar, no Porto da Barra, em Manguinhos: o prato inscrito será o canarão à bora bora, empanado no coco e servido com purê de batata e arroz, por R$ 15 nas noites de sábado e domingo

No fim de semana devo dar uma escapulida até Búzios para participar da nona edição do Festival Gastronômico de Búzios, que acontece sexta e sábado, das 20h à meia-noite, em mais de 50 restaurantes participantes.

Eu acho esse um dos festivais mais legais que acontecem aqui no Rio. Em primeiro lugar, tem uma proposta interessante de servir os pratos com preços camaradas: entrada e sobremesas custam R$ 10 e os pratos principais, R$ 15.

O mais interessante é pegar o guia com todos os endereços de restaurantes e os pratos que eles escolheram para participar. Aí, é só ficar pulando entre um e outro.

Outro aspecto interessante é que participam quase todos os principais e mais tradicionais restaurantes da cidade: Cigalon, Estância Don Juan, Sawasdee, Capricciosa, Satyricon, David, Quadrucci, Zuza, Bar dos Pescadores, Anexo…

Outro ponto que me agrada é que eles fazem um trabalho junto às cozinheiras mais antigas de Búzios, gente ligada às tradicionais comunidades de pescadores, mulheres que apresentam receitas, resgatam pratos.

Essa combinação talvez explique o crescimento de cerca de 20% nas reservas hoteleiras em comparação a fins de semana normais nesta época do ano.

As ruas do Centro, onde estão três dos quatro pólos do festival (ou quarto é no Porto da Barra, em Manguinhos), ficam lotadas de gente circulando entre a Orla Bardot, a rua das Pedras e a Rua Turíbio Santos. É divertido.

Vi na lista de pratos coisa interessantes como um papillote de basti e polvo com pistache, cebola, pimenta dedo-de-moça e cebola roxa frita, por exemplo. Ou o ceviche de peixe branco e salmão com caju e pimenta cumari. Na tailandês Sawasdee, que agora olha para outras cozinhas asiáticas depois da viagem que o Marcos Sodré fez com o filho Thiago por alguns países do continente, a receita que foi inscrita é da Malásia: carne de boicozida com leite de coco, especiarias, capim limão e açafrão, servido com arroz de jasmim e cubos de batata. No Satyricon Miro Leopardi faz mistéria, anunciando que vai servir a sorpresa del mare “em comemoração aos anos de boa gastronomia do Satyricon de Búzios”. No Cigalon a entrada despertou – e muito – o meu interesse: será um ceviche de camarão e manga Tommy. No Davi, outra entradinha apetitosa: a lagosta à moda da casa, ou seja, grelhada no carvão com molho de alho ou de ervas. Por R$ 10 uma lagostinha até que tá legal, né?

Anúncios

Uma resposta to “A caminho de Búzios e seu festival de gastronomia”

  1. Cleber Coelho Says:

    Prezado Bruno,

    Recebo e leio, com relativa frequência, as dicas que você nos passa sobre degustação no Rio de Janeiro.

    Na matéria acima você cita o Bar dos Pescadores ( em Manguinhos ) onde se serve, e eu sou testemunha, os mais apetitosos pasteizinhos de frutos do mar de Búzios, quiçá do estado.

    Em lá voltando, procure os os garçons Manuel e Santana, pois prosa não vai faltar para fechar com chave de ouro a sua passagem pela casa.

    Um afetuoso abraço,

    Cleber Coelho
    Rio de Janeiro – RJ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: