Bistrôs de Buenos Aires: onde comer bem, bacana e barato, um guia essencial para a capital argentina – Por Alex Herzog

Il Materello, na Boca, um dos endereços selecionados

É impressionante como Buenos Aires faz sucesso por aqui. Especialmente quando se trata de gastronomia. Brasileiros, como se sabe, vão à capital argentina basicamente para comer. Prova disso é uma reportagem que fiz no ano passado para o Boa Viagem, uma seleção de dez restaurantes portenhos imperdíveis. Desde que foi publicada a matéria praticamente não sai da lista de “5 mais lidas” do site de turismo de O Globo.
Some-se a isso a qualidade das fotos, o texto leve e agradável e a boa escolha de endereços e pronto: já dá para ter certeza que o livro Bistrôs de Buenos Aires – Onde comer bem, bacana e barato, de Alex Herzog, que está sendo lançado hoje, vai ser um sucesso total de público (como foi o seu livro anterior, sobre os bistrôs de Paris).
Este blogueiro se sente honrado por estar citado nos agradecimentos, segundo o autor, por haver ajudado na produção do guia com “dicas, informações, indicações e conselhos”.

Alex, foi um prazer colaborar. E ver no livro lugares tão gostosos como o Green Bamboo, o Tancat, o Rio Alba, La Biela, El Sanjuanino, Il Materello, La Brigada, esses três últimos integrantes da minha listinha de “10 restaurantes imperdíveis em Buenos Aires”.
Também gostei de ver milongas e lojas de vinho muy queridas, como a Confeteria Ideal e La Viruta, onde ocorrem lindos bailes de tango (só faltou El Boliche de Roberto), Lo de Joaquín Alberdi, endereço certeiro para comprar boas garrafas. Também estão ali as heladerias fabulosas, como Un’Altra Volta, Persicco, Jauja, Chungo. O livro também foge um pouco da comida, listando bons “shoppings, feiras e mercados”, “cafés notáveis”, livrarias, endereços de tango (como o pequeno Bar Sur) e outros pontos de interesse, além de trazer um glossário. Também há uma boa introdução, com dicas gerais da cidade, com ênfase em transporte.
Agora falta só voltar a Buenos Aires para visitar alguns lugares citados no livro que ainda não conheço. Pelo visto o seu garimpo foi muito bom, porque há bastante lugar que nunca visitei.
Para quem vai a Buenos Aires o livro de Herzog virou item essencial.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: