Prêmio Rio Show de Gastronomia confirma: 2010 foi o ano de Roberta Sudbrack

Roberta Sudbrack voltou para casa merecidamente com três prêmios: melhor chef, restaurante e contemporâneo. Bem que eu avisei...

Depois do jantar de apresentação da nova coleção da Roberta Sudbrack, eu disse que a chef ia faturar todos os prêmios de gastronomia este ano. Não deu outra, faltava apenas o Prêmio Rio Show, que foi entregue ontem. E ela fez barba, cabelo e bigode, ganhando três troféus: melhor chef, melhor restaurante e melhos restaurante contemporâneo.
Antes a chef já tinha ganho os prêmios da Vejinha, da Prazeres da Mesa.
Bem, acertei a previsão. Mas não há mérito nisso. Foi fácil. Depois de provar o novo cardápio da casa do Jardim Botânico, não tinha como não acertar.
A cozinha da Roberta Sudbrack foi o destaque do ano, não no Rio de Janeiro, mas no Brasil.
Parabéns, chef. Foi merecidíssimo.

Quem também brilhou ontem foi o Le Pré Catelan de Roland Villard, que ganhou os prêmios de melhor restaurante francês da cidade e também o de melhor decoração. O Braseiro da Gávea também se saiu muito bem, ganhando os prêmios de melhor para paquerar (que termo mais antiquado, né?) e custo-benefício. Outro que ganhou dois quadrinhos para prender na parede foi o o Garcia & Rodrigues, que triunfou em doce e café da manhã. E também o Astor, absoluto como melhor novidade (justo) e melhor para namorar (muito injusto). O Cipriani por sua vez ganhou o prêmio de melhor Italiano do Rio. O Adegão Português ganhou na sua especialidade (isso agora, depois que Antiquarius, Celeiro, Gero, Olympe e Satyricon foram alçados à categoria hors-concours, e nãop puderam concorrer). Também fez belo papel o Nova Capela, que ganhou o de melhor tradicional, o Jobi, que levou para casa o troféu de melhor pé-limpo, enquanto o Pavão Azul ganhou o de pé-limpo. O Bar Urca também deveria virar hours-concours, porque aquela mureta, ainda que os debilóides do poder público queiram acabar com isso, aquela mureta é imbatível. O Sawasdee venceu na categoria oriental, enquanto o Terzetto ganhou em vinhos, o Porcão em carnes, o Fasano al Mare em serviço, o Amir em árabe, o Gula Gula em salada, o Albamar em peixes e frutos do mar e por aí vai. Uma pequena observação: achei boa a ideia de cada jurado votar em dois restaurantes, acho que assim o resultado acaba refletindo melhor a opinião de todos.

Papelão mesmo fez este blogueiro. Que foi ao banheiro no exato momento em que foi chamado para subir ao palco para entregar o prêmio. Que vergonha. Mas o melhor de tudo foi escutar o meu nome sendo dito na voz da Maria Fernanda Cândido, na hora da apresentação dos jurados. Fiquei até vermelho…

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: