Boipeba, linda e deliciosa, assim como, apesar dos espinhos, as suas lagostas e as rosas

No fogo de lenha, na areia da praia, as lagostas do Guido: uma sensação

Esse pessoal acostumado só a comer caranguejo na beira da praia, quando come lagosta… se machuca. Hoje provei uma senhora lagosta, preparada no Guido, restaurante com mesas espalhadas pelas areias da praia da Cueira. Uma, não, foram cinco. Estava sensacional. E, olha só, dizem que nem é a melhor da ilha, que na Cova da Onça haveria um pessoal que faz melhor. Amanhã, se o tempo ajudar, vou conferir. Depois de serem levemente aferventadas na água pura e salgada do mar elas vão para uma frigideira grande, onde é finalizado o preparo no calor intenso da lenha, na beira do mar, numa cozinha a céu aberto. Pedi a frita, que é feita com cebola, limão e azeite, em fogo bem quente. Eu e meu guia, o figuraça do Marquinhos, nos fartamos. Eram cerca de 11h da manhã, e o dia estava começando apenas. Não me lembro de ter comido lagosta de manhã em outra oportunidade… Estava ótima, fresca e com bom tempero (o que significa quase nada), com a carne do rabo saindo fácil. Comi com a mão. De vez em quando, jogava uma boa pimenta arriba-saia, outra especialidade local, e um pouco de limão, afundando o rabão numa ótima farofa. Mas que sensacional. Degustado o rabo, eu ia direto para as patinhas, que guardam preciosos pedacinhos de carne, suculentas, macias, prazer acentuado pelo trabalho que dá para obter a carne, de cor levemente arroxeada. Uma verdadeira preciosidade reservada aos que têm paciência. E é preciso cuidado, porque esta espécie, a lagosta vermelha, abundante neste mar verde e lindo, tem muitos espinhos nas patas. E esse mané aqui, acostumado a caranguejo e toda sua inofensividade, cortou um dedo, espetou um outro. Tudo em nome da carninha que as perninhas finas abrigam. Como as rosas, a lagosta de Boipeba tem espinhos. Rosas são lindas e lagostas, deliciosas. Mas lagostas também são lindas e rosas, deliciosas.
Boipeba, assim como elas, é linda e deliciosa.

Anúncios

Uma resposta to “Boipeba, linda e deliciosa, assim como, apesar dos espinhos, as suas lagostas e as rosas”

  1. Newton Almeida Says:

    Bruno Agostini, lendo suas linhas me transportei para a praia e senti o gosto dessa lagosta formidável do Guido. Muito legal o seu texto ! Parabéns pelo trabalho, ou melhor, parabéns pelo divertimento e prazer !

    Newton Almeida http://limpezariomeriti.blogspot.com
    MEIO AMBIENTE RIO DE JANEIRO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: