Arles, na Provence: Van Gogh, rio Rhône, ruínas romanas, flores e muito mais

Desde a adolescência, quando me apaixonei pelos quadros de Van Gogh, me interessei em conhecer Arles, onde ele pintou alguns de seus quadros mais famosos, como o seu quarto, as cadeiras, o bar sob o céu estrelado e o vaso de girassóis e esse bar aí da foto, onde hoje fui beber uma taça de tinto, há pouco, de saideira, em homenagem ao artista. Na porta do  bar há um cavalete com a reprodução de lindo quadro, com céu estrelado, gente nas ruas, uma animação só – e eu tentei fazer a mesma perspectiva, mas não havia estrelas visíveis, nem gente, afinal, já eram 23h.

Aliás, adorei o interior do bar, achei lindo. Ou seria linda?

Depois, mais recentemente, por saber que a cidade está às margens do rio Rhône, que dá nome ao vele de onde saem alguns dos vinhos de que mais gosto, como o Chateuneuf-du-Pape.

Hoje descobri que há muito mais que isso. Há uma impressionante coleção de ruínas romanas, como o anfiteratro…

… e o teatro, majestosos.

E há as flores, …

…muitas flores. Afinal, estamos na primavera.

E há as casas, tão gracioas.

Tão fotogênica assim, é uma referência quando o assunto é fotografia – está aqui uma das principais escolas de fotografia da França, e a cidade sedia um importante festival anual.

Arles é mesmo graciosa. Pena que vou embora amanhã.

Ah, sim, e não posso me esquecer de que o dia se encerrou com chave de ouro: comi um dos melhores foie gras de minha vida, com uma pimentinha esperta, acompanhado de torradinhas com cogumelos e uma espécie de geleia de abacaxi com (Ulalá) baunilha. Delirei, ainda mais que o meu vizinho me concedeu quase metade do seu fígado gordo. Merci beaucoup.

Anúncios

Uma resposta to “Arles, na Provence: Van Gogh, rio Rhône, ruínas romanas, flores e muito mais”

  1. Guilherme Biazzi Says:

    Bruno, Boa Tarde.
    Estarei no RJ no feriado da Páscoa.
    Queremos ir no Corcovado, via Bondinho. Qual o melhor horário para chegar no Bondinho?
    Outra dúvida: gostaríamos de pegar a barca RJ-Niterói. O que acha? é um passeio válido?
    Ouvimos falar da Ilha de Paquetá? É um passeio válido?
    Apenas para avisar, vamos eu e minha namorada.
    Obrigado,
    Abraços,
    Guilherme.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: