Risoto del contadino: um arroz com feijão diferente

Arroz, linguiça, feijão branco e vinho tinto: perfeita combinação

Existem pratos que só pela descrição deixam a gente maluco, imaginando a composição de sabores, as texturas, a harmonia entre os ingredientes.

O risoto del contadino, clássico do Fasano, é uma dessas receitas dignas de antologia.

Combinando uma lingüiça das boas com grãos de arroz arboreo, feijões brancos al dente e vinho tinto, é uma loucura.

Antes mesmo de provar o prato em seu endereço de origem no Rio, o Gero, eu já havia tentado fazer em casa. Ficou bom…

Mas não tanto. O segredo, me confidencia o Alves, é cozinhar a lingüiça sem casca, numa panela com temperos como louro. Depois, a carne vai para a panela.

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

11 Respostas to “Risoto del contadino: um arroz com feijão diferente”

  1. vivian Says:

    Ficou bom nada, ficou ótimo. E ainda tinha cebola caramelizada 😛

  2. Carol Zappa Says:

    O Baião-de-Due? Hum, delícia!

  3. Vanessa S Says:

    Oi Bruno!
    Vou pra Buenos Aires em julho e queria te pedir umas dicas de restaurantes gostosos lá. De preferência, que tenham boas carnes e massas. Mas não queria nada muito caro ou restaurantes com pratos muuuito diferentes, hehe. Seriam dicas mais de restaurantes com um bom custoXbenefício, que tenham pratos que agradem a todos os gostos.
    Super obrigada!
    Beijos,
    Vanessa

    • brunoagostini Says:

      Olá. Foi mal a demora na resposta, mas os últimos dias foram bem corridos. Vamos lá. Ao contrário do que se pensa, não é em qualquer biboca que se come uma boa carne em Buenos Aires. Alguns lugares são, sim, barartos, mas também são ruins. Para uma carne perfeita, vá ao La Brigada, que se não é barato, também não é caro, ainda mais para os padrões cariocas. Também em San Telmo o El mDesnível segue a linha “bom e barato”, além de ser um lugar pitoresco, frequentado pelos portenhos. Para massas ótimas, com bons preços, sugiro o Il Matterello, em La Boca, muito bom. Nesses três a comida é boa, simples, sem invenciones e com preços justos. Pode ir que eu garanto. Beijos!

  4. O tartar do Alves, maestro do Gero: como fazer, passo-a-passo « Rio de Janeiro a Dezembro Says:

    […] Rio de Janeiro a Dezembro Por Bruno Agostini « Risoto del contadino: um arroz com feijão diferente […]

  5. Mauro Lima Says:

    Grande Bruno, esse é meu risoto favorito no Gero, na verdade a primeira vez que fui ao restaurante já fui pensando nele, nem lembro onde havia lido mas a vontade bateu na hora e até hoje permanece…um grande abraço e continue com posts como este.

  6. Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro « Rio de Janeiro a Dezembro Says:

    […] (e a mesa na cozinha, mais um comparativo Gero x Fasano, o risoto del contadino e o tartar do maitre […]

  7. Léo Says:

    vou fazer hj! qual a linguiça?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: