Casa do Alemão, o lar doce lar do melhor croquete de carne do planeta, e de um sanduíche de linguiça antológico

Dois croquetes e um sanduíche de linguiça: almoço rápido e delicioso na estrada a caminho de Visconde de Mauá

Estamos cercados, no melhor e mais saboroso dos sentidos, pelos alemães. Com a inauguração recente de uma filial na rodovia BR-101, em Itaboraí, que nos conduz à Região dos Lagos, o carioca, que já tem filiais da tradicional rede na Barra e no Leblon, agora tem mais uma deliciosa opção de parada para comer quando sai do Rio.
Estar à beira da estrada é tradição da marca, que me alegra desde que me entendo por gente, nas paradas nas lojas que ficam uma defronte à outra, na Rio-Petrópolis, em Duque de Caxias. Quem vai para a Região Serrana, a para Minas Gerais, Brasília etc, tem as duas filiais mais tradicionais. Quem pega a Dutra, rumo a São Paulo, ao Vale do Paraíba e tantos outros destinos, encontra uma Casa do Alemão no começo da Rodovia que liga as duas maiores cidades do Brasil. Agora, os que seguem para a Região dos Lagos, bahia e todo o Nordeste, além do Espírito Santo, é claro, tem a nova unidade do grupo. Fica faltando apenas uma filial na Rio-Santos, para estarmos deliciosamente cercados pela Casa do Alemão, onde estive mais uma vez na semana passado, no trajeto entre Teresópolis e Visconde de Mauá, com escala de uma noite em Itatiaia.
Tenho uam relação antiga, amorosa, fiel e eterna com a Casa do Alemão. Primeiramente, eu acompanhava a dupla croquete e sanduíche de linguiça com Mineirinho, já que por acordor comerciais o refrigerante não podia ser vendido no Rio (reza a lenda, era uma proibição da Coca-Cola). Depois, já adolescente, passei a variar, pedindo vez ou outra salsichas e salsichões (vermelhos e brancos), lagarto defumado, lyoner, além das saladas com  kassler ou eisbein, já acompanhados com um ou dois chopinhos, hábito abolido com a Lei Seca.  Tem a língua defumado, que tanto aprecio, e os brioches de queijo. Tudo com bastante mostarda escura, de preferência.
Até hoje adoro os biscoitos amanteigados, mas os doces, que um dia já tanto apreciei, hoje me parecem completamente sem graça, ao contrário do canudinho com chocolate nas pontas e do chocolatinho com amendoim. Amo.
No freezer lá de casa sempre tem linguiça do Alemão, que ficam maravilhosas nos churrascos. Também não faltam salsichas e salsichões, e bastam uns minutinhos na água fervente para eu ter um sanduíche glorioso.
Vida longa ao alemão, que serve o melhor croquete do mundo, e os melhores sanduíches de linguiça do Rio.

Índice de posts de cidades no estado do Rio de Janeiro: clique aqui.

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

4 Respostas to “Casa do Alemão, o lar doce lar do melhor croquete de carne do planeta, e de um sanduíche de linguiça antológico”

  1. Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro « Rio de Janeiro a Dezembro Says:

    […] Casa do Alemão […]

  2. Índice de posts de cidades no Rio de Janeiro « Rio de Janeiro a Dezembro Says:

    […] Petrópolis: – Pousadas de Petrópolis: Parador Santarém Marina – Pousadas de Petrópolis: um gostoso almoço dominical na Alcobaça – Pousadas de Petrópolis: um dia na Locanda della Mimosa (mais Locanda clique aqui) -Parada estratégica a caminho do Vale das Videiras – Fazenda das Videiras – Duetto: delicioso e lindo restaurante – A caravana rumo ao Parador Valência: quem me acompanha? – Um dia na Locanda della Mimosa (e mais um: Aproveite que o Danio ainda está por lá) – Vamos subir a serra? Uma seleção de programas deliciosos em Petrópolis – O Quiosque: bonito, gostoso e posicionado estrategicamente para um almoço antes de descer a serra – Casa do Alemão x Pavelka: quem é melhor? – Um jantar de gala no restaurante Il Perugino, em Itaipava – A torradinha Petrópolis com ovo “escondidinho” do hotel Quinta da Paz: memorável – Casa do Alemão […]

  3. Yann Says:

    Bruno, faz tempo que não experimento, mas o patê também sempre foi bem gostoso

    • brunoagostini Says:

      Pois é, Yann. Tudo lá continua igualzinho, o que é o trunfo principal. Se mudar, estraga. abração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: