Manjericão, em Teresópolis: a pizzaria que começou a ensinar o carioca a comer pizza, acabando com a piada de paulista

A pizza de queijo de cabra com castanha-do-pará e escarola refogada, uma das melhores pedidas da casa

Na falta de praia, samba de qualidade e Cristo Redentor, paulista tenta sacanear carioca dizendo que aqui botamos katchup na pizza. Piada velha, que deixou de ser procedente de maneira definitiva há uns dez anos (mesmo que alguns ainda coloquem, mesmo que haja pizzas medonhas por aí, como há em São Paulo também). Mas o processo começou antes. Eu diria que há 22 anos, quando abriu as portas, em Teresópolis, a pizzaria Manjericão, numa casinha de esquina muito simpática, no bairro do Alto. Havia uma linda plantação da erva que batiza o lugar, e quando passávamos pela rua, sentíamos o aroma, uma beleza.
Se não me engano, foi uma das primeiras pizzarias do estado do Rio a abolir frescos de katchup e mostarda sobre as mesas, ao mesmo tempo em que Danio Braga e Eduardo Cunha começavam a fazer ótimas pizzas também na serra, em Itaipava (mas isso foi um pouco depois, em 1992).
Foi na Menjericão que aprendi a comer pizza. Massa fina e crocante, feita com água mineral, assada no forno a lenha, com coberturas mais capricahadas, usando ingredientes frescos e alguns importados, que começavam a chegar ao país.
Era um grande prazer adolescente ir ao restaurante. Foi ali que aprendi, por exemplo, o que era taxa de rolha, quando levei uma namorada para jantar mas, na dureza dos meus 17 anos, não tinha  dinheiro para pagar o vinho, então comprei no supermercado uma garrafa.
Foi ali que aprendi o que é molho pesto, estrela de uma das melhores pizzas da casa.
Desde a inauguração, não passei um ano sequer sem ir até lá. A filha adora, porque além de gostar de pizza, curte bastante o parquinho do lado de fora, uma estrutura de madeira que entretém as crianças.
As pizzas, de tamanho individual custam ali entre R$ 22 (a simples, de mussarela, e R$ 37, algumas das chamadas “especiais”, como a que combina queijo de cabra, castanha-do-pará e escarola (ou chamariam chicória?) refogada, a minha preferida atualmente. Também curto a trifolate, que combina três cogumelos, e a manjericão, que leva o tal molho pesto (sendo que a receita dali é um pouco diversa da original, levando creme de leite, para dar uma consistência interessante quando assada).
A casa já teve até estrela do Guia Quatro Rodas, se não me engano a única pizzaria do Rio a ganhar tal honraria, mas pedeu (acho que não merece mesmo). Mas continua sendo um ótimo lugar para um jantar, com pizzas deliciosas, preços legais, e uma carta de vinhos, embora modesta, vendida a preços justos, com boas taças etc. Tanto que vive lotada nos fins de semana. na minha última visita, no feriado passada, dia 20 de janeiro, fui jantar lá com a filha. Dividimos a pizza de queijo de cabra, a pedido da moça. Esperamos 20 minutos na fila e, quando fomos embora, por volta das 22h30, tinha ainda mais gente esperando mesa.
Pois é. Não parece, mas o manjericão já tem 22 anos. Quem disse que o que é bom dura pouco?

Índice de posts de cidades no estado do Rio de Janeiro: clique aqui.

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

5 Respostas to “Manjericão, em Teresópolis: a pizzaria que começou a ensinar o carioca a comer pizza, acabando com a piada de paulista”

  1. Adriana Says:

    Gostei muito do seu blog! Ótimas sugestões, vai me ajudar muito nos momentos de “bater cabeça”, sem saber para onde ir comer 🙂 O Manjericão foi um achado de uma das viagens a Terê, não dei muita coisa por ele. Ledo engano: a pizza é excelente, e lá tomei o melhor caldinho de feijão da vida. Abraço!

  2. Elizabeth Mazzi Says:

    Caro Bruno, ver a nossa historia escrita de maneira quase poetica é emocionante! Muito obrigada pelo retrato carinhoso de nossa casa, que segue rumo as 23 anos renovada pelo prazer de dividir momentos marcantes na vida do nossos amigos e clientes como os que voce citou. Ah, a Carta de Vinhos continua com preços, mas menos modesta com a inclusão de rótulos bem interessantes. Parabéns pelo blog! Grande serviço aos amantes da boa mesa.

    • brunoagostini Says:

      Olá.
      Parabéns pelo trabalho. Realmente eu adoro ir comer lá. E me lembro bem do começo. Um abraço

  3. renzo contardo Says:

    Sou suspeito para falar da Manjericao pois sou amigo pessoal da Beth, do Andre e do Nelson, bem antes que surgisse a casa de pizza e portanto reconheço em sua descriçao, a verdadeira historia desta que é, para mim, uma dos locais onde se come uma das melhores pizzas do Brasil.

  4. Bee Monica Says:

    melhor pizzaria do mundo!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: