CT Trattorie, parte 2: uma nova visita, com novos pratos, erros e acertos (agora com as fotos do cardápio)

A CT Trattorie tem um belo futuro pela frente, ao que me parece.
O cardápio está bem interessante (no final do post eu publico ele na íntegra), e o serviço, bastante simpático. O lugar é lindo. Mas a cozinha não pode dar mole assim, deixando o polpetone queimar, como aconteceu comigo esta semana.
Voltei à casa não só para ver com atenção o menu, mas também para poder publicá-lo aqui, coisa que havia prometido, mas não tinha conseguido cumprir ainda. Logo que escrevi o post sobre o recém-inaugurado restaurante, a primeira casa italiana de Claude Troisgros, no lugar do antigo 66 Bistrô, me cobraram o cardápio, como fiz recentemente na abertura de novos restaurantes aqui no Rio, entre o fim do ano passado e o começo desse (IrajáVieira Souto,  Bottega del Vino e Brigite’s e Quadrifoglio Caffè).
Na noite de terça jantei lá, bem tarde, perto da meia-noite. E ainda tinha boa quantidade de pessoas.
– Tem dado fila na porta. Teve gente esperando uma hora para jantar. Melhor vir em horários assim.
Também acho.
É boa a ideia de servir pichets de vinho: 375 ml a R$ 40 tá razoavelmente bom.
Já tinha lido sobre a polenta com ovo, e não haveria modo de me fazer mudar de ideia. Estava ótimo.
Gema mole.
Em seguida, para o prato principal, também já cheguei decidido: pediria o polpettone, coisa que adoro. A carne estava ótimo, o queiro gruyère dá um toque francês adequado, porque não derrete muito, e acrescenta bastante sabor. O molho de tomate tinha equilíbrio e bom tempero, acidez correta, e umas torradinhas bem colocadas. Mas a travessa não pode passar tanto tempo no forno de finalização a ponto de queimar totalmente as bordas. As batatinhas fritas, fininhas e com toque de alecrim, estavam ótimas como sempre, sequinhas, salgadinhas, crocantes.
Aproveito para responder a um questionamento do Jorge, que lá no blog Enoteca deixou uma boa pergunta, num post que tratava, entre outras coisas, da polêmica lista de melhores da revista inglesa Restaurant (para ler, clique aqui):

“Olá Bruno,
Concordo plenamente com você e acho que tradição é tradição.
Mas deixo um pergunta: o que você acha das “releituras” de pratos tradicionais? Um bom exemplo é “carbonara com carne seca” lançado recentemente numa nova trattoria. Pode até fazer o prato (não duvido que seja bom), mas podia batizar de outra forma, sem quebrar a tradição.
Abs,
Jorge Khauaja”
Jorge Khauaja, sem dúvida, tradição é tradição. Por mim, fora da Itália, e principalmente no Brasil, o chef pode chamar uma massa de carbonara, mesmo acrescentando algum ingrediente alheio à receita original. Se ele usa o nome carbonara, escrevendo isso claramente no menu, como é o caso, eu não vejo problema algum. O que não dá é um restaurante na Itália, especialmente os de Roma, chamarem de carbonara uma massa que leve carne-seca.
Qualquer restaurante, fora de seu local de origem, tem que se adaptar aos ingredientes do lugar onde está, ou pelo menos tem liberdade para fazer isso.
O que importa é que a comida seja boa, e nos dê prazer. Todo o resto, para mim, é bobagem.
Acho a CT Trattorie um restaurante que me parece tipicamente italiano, uma cantina, ou mesmo trattoria, como ele se chama. Comida simples, gostosa. Só não é barata, como nada é hoje no Brasil, principalmente no Rio de Janeiro. Mas eu curti. Eu recomendo. Eu vou voltar. Um abraço

—————————————————————————————————
Agora, o menu (clique nas fotos para ampliar):
Primeiro, as entradinhas.
Depois, alguns pratos do 66, as especialidades, e as massas.
Na folha seguinte, os risotti, as carnes, aves, peixes e crustáceos, e os acompanhamentos para isso tudo.
Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro:clique aqui.
Anúncios

8 Respostas to “CT Trattorie, parte 2: uma nova visita, com novos pratos, erros e acertos (agora com as fotos do cardápio)”

  1. Jorge Khauaja Says:

    Bruno,
    Obrigado pelo “espaço democrático” e pela troca de opiniões.
    Realmente concordo com você, comer e beber no Rio de Janeiro está ficando difícil e caríssimo.
    Aguardo os posts sobre Buenos Aires.
    Abraços,
    Jorge Khauaja

  2. Zé Celso Says:

    Muito boa essa foto do cardápio, estava curioso para saber das opções e dos preços. Falando em preços mesmo com toda a qualidade da griffe Troisgros nada justifica o peço cobrado por uma porção de massa fresca na manteiga, ainda mais quando se é proprietário do imóvel não pagando o preço louco dos aluguéis do Rio. Muito se fala do “custo Brasil” mas ninguém fala do “lucro Brasil” todo mundo quer ganhar muito por aqui. Parabéns pelo post.

  3. Isabella Correa Says:

    Ótimo post, mas senti falta das sobremesas.

  4. robertofrega Says:

    Oi!

    Eu e alguns amigos criamos um blog sobre a vida boêmia no Rio de Janeiro. Nós vamos a bares, festas, pubs, e a Rapha faz críticas bem humoradas sobre os lugares.

    Vocês estariam interessadas em alguma forma de parceria para nos ajudarmos mutuamente com divulgação? A gente pode divulgar vocês no blog, Facebook, Twitter, colocar um banner seu no site, essas coisas, em troca a gente só pediria que vocês fizessem o mesmo. O que acham?

    O endereço do site é http://garrapha.com.br/ e o face é http://fb.com/garraphaweb

    Aguardo seu contato 😉

  5. robertofrega Says:

    Oi!

    Eu e alguns amigos criamos um blog sobre a vida boêmia no Rio de Janeiro. Nós vamos a bares, festas, pubs, e a Rapha faz críticas bem humoradas sobre os lugares.

    Vocês estariam interessadas em alguma forma de parceria para nos ajudarmos mutuamente com divulgação? A gente pode divulgar vocês no blog, Facebook, Twitter, colocar um banner seu no site, essas coisas, em troca a gente só pediria que vocês fizessem o mesmo. O que acham?

    O endereço do site é http://garrapha.com.br/ e o face é http://fb.com/garraphaweb

  6. isadora adler Says:

    tb curti a abertura democratica para discussao e tb senti falta das sobremesas! nem um tiramissu vc quis provar????

    http://deliciasdaisa.blogspot.com.br/

  7. CT Trattorie | Vida Por Aí Says:

    […] https://riodejaneiroadezembro.wordpress.com/2012/05/19/ct-trattorie-parte-2-uma-nova-visita-com-novos… Share this:TwitterFacebookGostar disso:GostoBe the first to like this. Esta entrada foi publicada em Uncategorized e marcada italiano, Restaurante, Rio de Janeiro por eduardomariana. Crie um Bookmark para o link permanente. […]

  8. Zé Celso Says:

    Estive ontem lá, comida boa e bem executada, serviço cordial e sem frescura, vinhos muito interessantes. Da próxima vez tire uma foto da carta de vinhos, muito boa, me deixou muito feliz mas um pouco mais pobre. A carta pede um bom Sommelier coisa que não encontrei por lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: