Adega Flor de Coimbra: tudo como antes na casa folclórica (e clássica) da Lapa

A feijoada portuguesa, vendida a R$ 27, dá até para dois

Não visitava a Adega Pérola há uns quatro anos. Mas sabia que encontraria tudo igualzinho ao tempo em que almoçava lá regularmente, porque trabalhava no Centro, há uns 15 minutos de caminhada de lá.

Ia sempre. Como ao Nova Capela, ao Cosmopolita, ao Bar Brasil. Hoje preciso pegar um táxi para ir até lá. Desanima um pouco. Todo mundo fala da noite na Lapa. Mas almoçar no bairro é também uma maravilha. Esses clássicos são imortais. Deliciosos.


Como dizia, tudo continua como antes. O que significa dizer que sempre passar por lá vários gringos, e trabalhadores da região, para um almoço bom, bonito e barato.

Significa, ainda, dizer que continua na parede a placa que proíbe “beijo ousado”, peça folclórica da cultura carioca, que é sempre lembrada em pautas em datas como Dia dos Namorados (sim, falta imaginação aos jornalistas: em vez de se falar da comida boa e barata do lugar, falamos de um detalhe, a meu ver, irrelevante, no máximo, engraçadinho).

Há os quadros do Selarón, além daqueles que retaratam o Rio Antigo. Como um boteco carioca com B maiúsculo, tem um São Jorge a nos abençoar.

O fato é que a Adega Flor de Coimbra continua servindo vinhos ruins, e comida muito boa. Ao menos, há boas cervejas, e alguns vinhos, ao menos, dignos, ao contrário do tal Pérola Gaúcha, daqueles vinhos suaves que realmente não me agradam.



Enfim, se eles parassem de servir esse vinho, deixaria de ser Adega Flor de Coimbra. Ainda que poucos bebam, faz parte do folclore. É como se fosse a placa do beijo.


E, é claro, continuamos almoçando sob a bênção de São Jorge, e sob o manto de uma bandeira portuguesa. Adoro.


No meu almoço, revi – e saboreei – dois velhos conhecidos: os bolinhos de bacalhau, em formato comprido, com ficam ótimos com uma boa pimementinha, e a chamada “feijoada portuguesa”, com feijão branco, arroz, couve e farofinha. Custa R$ 27, e dá para dois homens, desde que não estejam famintos.

Ah, sim: e quem pede um almoço ainda ganha um tíquete, que dá direito a um copo de limonada ou um bolinho de bacalhau na próxima visita.

——————————-

Agora, o menu (para aumentar a imagem e facilitar a leitura, basta clicar na foto):

Os pratos executivos, os acompanhamentos e os sanduíches.

Vale a pena.

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro:clique aqui.

Anúncios

3 Respostas to “Adega Flor de Coimbra: tudo como antes na casa folclórica (e clássica) da Lapa”

  1. Alfredo Eb Says:

    Afinal Bruno, decida: a adega é Pérola ou Flor de Coimbra ? rs…

    • brunoagostini Says:

      Vou tanto mais à Adega Pérola que até me confundi. É Flor de Coimbra, claro.

      Vou corrigir.

      Obrigado por avisar.

  2. joze sabugo Says:

    Neste último final de ano 2016 jantei com a família na Flor de Coimbra, na Lapa, Rio de Janeiro. E o que me lembro?
    De encontrar outra família de portugueses, da sobremesa ter uma mostra da doçaria regional de portugal, da bandeira portuguesa e claro da Feijoada luso-brasileira estar deliciosa. Perguntei se o patrão era de Coimbra, Portugal? o Chefe de sala respondeu que o patrão estava de férias. Provavelmente a jantar num restaurante de origem portuguesa, como eu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: