Um coelho à moda da Borgonha delicioso no Barsa, o lado chique do Cadeg



Já faz uns cinco ou seis anos que frequento o Cadeg, inicialmente atraído pela divertida e saborosa festa portuguesa que acontece a partir do fim da manhã de sábado, no Cantinho das Concertinas, regada a cerveja gelada, bolinhos de bacalhau, sardinhas assadas e outros acepipes portugueses, além de muita música e dança. Uma bagunça. Uma delícia.
Pouca coisa mudou lá no mercadão de Benfica até o surgimento do restaurante Barsa, há uns dois anos. A gente sempre comeu bem e, relativamente, barato no Cadeg: eram as postas de bacalhau do Cantinho das Concertinas e o bifão acebolado com fritas e farofa do Poleiro do Galeto.


Mas o Cadeg, como todo o Rio, está mudando. E a chegada do Barsa é uma prova disso. A cozinha é de primeira linha, e os pratos são fartos. Comparados com os preços da Zona Sul, são baratos. Mas se confrontados com os valores de outras casas dali, é caro. O fato é que é bom, muito bom. E, por causa do calor, é um programa, para mim, que só faz sentido ser feito nos meses de inverno, quando podemos nos sentar nas mesinhas espalhadas pelo corredor, que no verão fica insuportavelmente quente, e pedir pratos encorpados, e vinhos idem: a cozinha do Barsa é daquelas muito próprias para serem saboreadas com uma clima mais ameno. Porque, ainda que existam saladas, punheta de bacalhau e até bruschettas, as pedidas na casa do chef são pratos de perfil mais encorpado, como o ossobuco de pescoço de cordeiro (sim, o pescoço do bicho, assado, fazendo lembrar esse corte da canela do boi) ao vinho do Porto com mix de cogumelos; o leitãozinho de leite com feijão tropeiro, linguiça e couve; o arroz de pato; a paleta de cordeiro assada; o bacalhau dourado no azeite com alho, cebola e batatas; e a feijoada, entre outras receitas nessa linha verdadeiramente confort food.


Mesmo aquele leitor bissexto, que só de vez em quando aparece por aqui, já deve ter percebido que gosto bastante de coelho. E não pude resistir ao prato que constava no menu: coelho preparado com bacon magro, cogumelos frescos e minicebola servido com arroz mix de cereais.
Estava muito bom. Bom demais. O molho, denso, perfumado e saboroso, tinha a medida exata de temperos,o caldo valorizado pelas cebolas, pelos nacos vistosos de bacon, e pelos ótimos cogumelos. Sim, foi mal o clichê, a carne se desmanchava na boca, e eu separava os pedaços do osso usando apenas a colher. O arroz integral preparado com mix de frutas secas e cereais era um complemento à altura, emprestando doçura e um ambiente próprio para receber o molho. Raspei a panelinha de pedra, mui simpática, e que preservava bem o calor.
Pedi meia garrafa de vinho, o Ventisquero Reserva Carménère, vendido a R$ 35.
E tive um almoço bastante feliz. Mas que só é viável, ou, ao menos tão atraente, no inverno. Nesse lindo inverno que temos aqui no Rio de Janeiro.

———————————————————————-

Agora, o menu (basta clicar na foto para ela aumentar, possibilitando a leitura).

Primeiro, as novidades, as entradas, as saladas, e alguns pratos principais.

Depois, a seleção principal de pratos, incluindo uma seleção de grelhados, e as sobremesas.

Na página ao lado, as bebidas (note: a taxa de rolha é de R$ 20, mas quem quebra uma taça paga mais R$ 15).

E, para encerrar, a lista de vinhos.

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro:clique aqui.

Anúncios

6 Respostas to “Um coelho à moda da Borgonha delicioso no Barsa, o lado chique do Cadeg”

  1. Dri Says:

    Frequento o Cadeg há mais ou menos esse mesmo tempo… E acho que muita coisa mudou (para pior) com a “zona sul -izaçao’ de lá. Os preços nas lojas de vinhos aumentaram, o mesmo nas barracas de frutas e acepipes. E, sobre o Barsa, só posso dizer que foi uma grande decepção. Comi a paleta de cordeiro e estava ruim, ruim mesmo. A carne não soltava facilmente do osso, o molho estava salgado, esqueceram de levar as batatas de acompanhamento… As bruschettas de entrada então, eram uma verdadeira tristeza. E nessa época, eles ainda não cobravam rolha de vinhos comprados no próprio Cadeg. Quando almoço por lá, continuo apostando no PF de bife com fritas ou no galeto da nova galeteria, esse sim um ótimo negocio.

    • brunoagostini Says:

      Eu acho que o Cadeg anda cada vez melhor. Comi duas vezes no Barsa, e sempre achei ótimo, mas não barato. O Poleiro é sempre bom e barato, mas não dá parta comparar. E a festihha lusitana, essas, sim, é uma glória. Mas por ali, em Benfica, o melhor mesmo, para mim, ainda é o Adonis, seus bolinhos de bacalhau, seus chopes, o bacalhau assado, a rabada e o arroz feito com ela, e às vezes até o caldinho. Delícia!!!

    • brunoagostini Says:

      Mas Adriana, tudo está mais caro, não apenas lá, mas no Brasil inteiro, e principalmente, no Rio de Janeiro. Claro que no Cadeg também.

      • Dri Says:

        Concordo que os preços do Rio (especialmente) e do Brasil estão fora de sintonia com a realidade. Em relação ao preço que o Barsa cobra, o que me chateou mesmo foi a qualidade do que me foi servido. E fiquei triste ao ler o post e saber que agora eles cobram por taça quebrada e por rolha. Ora, do mesmo jeito que não dá pra comparar o Barsa com o Poleiro, não dá pra cobrar preço de Zona Sul estando num corredor do Cadeg… Sei que posso ter dado azar no dia, no pedido e tudo mais, mas a experiência como um todo não me deixou com vontade de voltar.

  2. Marcelo Says:

    Boa Tarde Bruno,
    Li no seu Blog de O Globo que vc está indo para Orlando. Vou para lá no final do ano e gostaria de uma indicação sua de uma loja para comprar vinhos na cidade. As suas dicas são sempre ótimas .
    Um abraço.
    Ferreira.

  3. Júlio Says:

    Bruno, qdo vc puder vá ao Rampinha da praça da Bandeira.Vc vai gostar com certeza.
    Júlio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: