Restaurante Le Gite d’Indaiatiba, em Paraty, um lugar lindo e com comida deliciosa: imperdível é pouco

O Le Gite d’Indaiatiba, em Paraty, é um dos meus restaurantes preferidos em todo o estado do Rio de Janeiro. Não existe nada igual. A cozinha, além de saborosa, tem uma autenticidade incrível. Entra ano, sai ano, o menu não muda. Frequento o restaurante há uns sete ou oito anos. Acho que nunca vi um prato sair nem entrar no cardápio.

O lugar é resultado do feliz encontro de uma mineira com um francês. Alguns chegam de helicóptero, outros sobem as encostas da Serra do Mar de carro. É para se gastar horas ali.

A varanda, escancarada para a mata, tem vista para o mar (lá ao longe).

Tem até rede, para uma sesta depois do almoço.

O salão é superagradável, com uma ótima biblioteca. Vemos a cozinha, e acompanhamos o preparo dos pratos, que acontece a ritmo lento, para todos poderem curtir o cenário e o clima da casa. Podemos passear pelos jardins, taça de espumante em punho, para ver as plantas. Há lindas orquídeas. Há muitos pássaros.

Pelo conjunto da obra, resultado da equação entre a ótima cozinha e o ambiente fabuloso, o Le Gite d’Indaiatiba é o restaurante mais imperdível de Paraty. Está um pouco afastado do Centro, mas é aí que reside grande parte do seu sabor.

Imperdível é pouco. Pães, geleias e chutneys são feitos ali mesmo. Comece com o ceviche de robalo com frutas e com o ravióli de taioba. O ceviche de peixe fresquíssimo com suco de laranja e frutas vale qualquer esforço.

No frio vale pedir a sopa de cebolas.

Entre os pratos principais, destaque para os camarões “red hot chilli pepers”, com os crustáceos deliciosamente apimentados e grelhados no ponto perfeito, servidos com arroz de pitanga.

Um close no meu prato preferido.

Também recomendo o curry de lulas com leite de coco e o peixe com manga e gengibre. Ou seria o peixe com manga o meu prato preferido?

Tão bom quanto a refeição é esperar por ela na cachoeira ou na piscina de água natural.

Lá do alto, no meio da floresta, o Le Gite d’Indaiatiba, a 16 quilômetros do Centro de Paraty, se divide em dois. Do lado direito da estrada, a pousadinha de poucos quartos, rústica e agradável, a sauna e a cachoeira.

À esquerda, subindo a escadinha que corta a mata, está o restaurante, com uma varanda escancarada para a Baía de Paraty emoldurada por bromélias e árvores verdejantes e, logo acima, está outra delícia do lugar, a piscina, comprida, comprida, uma raia de natação, com água fresca e geladinha que desce límpida das montanhas.

Além de tudo isso, a comida é bárbara. Muitos clientes chegam, fazem o pedido e correm para um banho de cachoeiras, e esse ritual transforma o Le Gite em um dos melhores e mais agradáveis restaurantes do Rio de Janeiro.

Para terminar, tarte tatin.

Índice de posts de cidades no estado do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: