La dolce vita: os novos restaurantes italianos no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro tem uma antiga tradição de bons restaurantes italianos. Mas de nunca se viu tantas novidades como de pouco mais de um ano para cá, quando a cidade ganhou quase uma dezena de boas casas nesta categoria. O último a aderir foi Claude Troisgros, com a inauguração da CT Trattorie. E algumas dessas boas novas já estão gerando frutos, com filiais, como o recém-inaugurado Quadrifoglio Caffè, no complexo Lagoon, e o Duo, que brevemente abre as portas no Centro.

CT Trattorie – A nova casa do chef francês Claude Troisgros é como uma homenagem à mãe, Olympe, que batiza o seu restaurante gastronômico, nascida na Itália. O cardápio da casa, inaugurada no lugar do antigo 66 Bistrô, na Lagoa, ali pelos lados do Jardim Botânico, faz jus ao nome do lugar, baseado no receituário clássico do país, com bom repertório de saladas e antipastos, que ficam expostos em uma bancada refrigerada, massas e risotos, alguns pratos de carne e toques de brasilidade, como no fetuccine à carbonara, com pupunha e carne-seca. Outras receitas, porém, seguem a linhagem tradicionalista, como o polpetone e um ótimo penne com molho de cordeiro, salpicado de farinha de rosca. O couvert é um capítulo à parte, devido ao pão delicioso, servido com bolinhas de queijo de cabra no azeite.
Av. Alexandre Ferreira 66, Lagoa. Tel. (21) 2266-0838.

Duo – Inaugurado no final de 2010, foi um dos primeiros dessa nova leva de restaurantes, resultado da parceria do maitre Nicola Giorgio com o sommelier Dionísio Chaves, egressos do grupo Fasano, onde se conheceram. Sucesso total na Barra, consegue manter altos níveis de excelência, na cozinha e do serviço do salão, vai abrir uma filial no Centro em breve. O ambiente é agradável, com paredes de tijolinho, mesas de madeira e bancos de couro, com uma vistosa adega que chama a atenção, defronte ao bar. O menu apresenta receitas italianas, mas quase sempre com algum toque autoral. O tartare de atum, por exemplo, é servido com com broto de rúcula e pimenta rosa, enquanto o polvo ao azeite de ervas recebe a companhia de um pavê de batatas. O setor de massas caseiras merece atenção, em pratos como ravióli de cordeiro com fondue de parmesão e agnolotti de batata baroa com cherne e tomate cereja. À noite, há pizzas.
Av. Érico Veríssimo 690, Barra da Tijuca. Tel. 2484-4547.

Stuzzi – A ideia do lugar é ser um bar de tapas alla italiana, servindo um repertório de pratos muito próprios para serem compartilhados à mesa. Pode-se escolhar entre as mesas na simpática varandinha, além das que ficam junto ao bar, mais altas, ou as poucas que ocupam o pequeno e simpático salão. O grissini de polenta com chutney de tomate e gorgonzola revela a face criativa do chef Paula Prandini. Ele cria receitas bem ajustadasm como a batata rústica trufada com crispies de Parma e ovo frito, o limão siciliano recheado com rilete de salmão, o strudel de queijo de cabra com legumes e a bruschetta de feijão branco com atum e cebola roxa. Vale a pena explorar as sobremesas, que mantém o alto nível: o tiramisu, com mascarpone de verdade, leva um toque de frutas vermelhas, a mousse de nutella com farofa de avelã e raspas de chocolate e o crumble de maçã com amêndoas e creme fresco são escolhas certeiras.
Rua Dias Ferreira 48, Leblon. Tel. 2274-4017.

Quadrifoglio Caffè – Filhote do Quadrifoglio, que foi repaginado há cerca de três, e logo voltou para a lista de melhores restaurantes do Rio de Janeiro, a versão Caffè tem perfil mais informal. Apesar de ter sido inaugurado em janeiro, já ganhou filial, no recém aberto centro gastronômico do Lagoon, no Estádio de Remo, na Lagoa. O cardápio tem boas pedidas, como a mozzarella de búfala com anchova no pão de miga, croquete de arroz arborio com queijo taleggio e carpaccio de peixe branco com cítricos, para começar. Entre os pratos principais, há massas, risotos e carnes, como nhoque com molho de tomate-cereja confit e lagostins, pernil de vitelo assado e linguado em crosta de ervas com castanha-do-pará. Uma encerrar, um doce que já é um clássico do Quadrifoglio do Jardim Botânico, o diamente al variegato, tão lindo quando saboroso, um chocolate crocante, recheado com calda do próprio, além de avelãs e laranja.
Rua Dias Ferreira 147, Leblon. Tel. (21) 2294-8749.

Bottega del Vino – Segunda casa da dupla Nicola Giorgio e Dionísio Chaves, tem um perfil mais jovem, seguindo a linha de bons endereços para beber comendo pratos servidos em pequenas porções. O menu, enxuto, foge das obviedades, listando pratos como o fígado com polenta e a costelinha de porco com purê de feijão branco. Um dos destaques são os patês, que podem formam uma pequena – e deliciosa – degustação. Outra boa pedida são os mexilhões gratinados ao forno, assim como o filé com molho de Chianti e juliana de legumes crocantes. Entre as boas pedida é a carne de javali curada em sal de zimbro regada com azeite de carvão e o clássico saltimbocca à maneira romana, um escalopinho de mignon com presunto cru e sálvia ao molho de vinho branco, servidos com nhoque. Para a sobremesa, tiramisú, pannacotta e sorvete de trufa branca ao limoncello.
Rua Dias Ferreira 78, Leblon. Tel. 2512-6526.

Vieira Souto – Instalado em uma das últimas casas na orla da Zona Sul Carioca, o Vieira Souto tem no maitre e sommelier João Souza, ex-Terzetto, a sua alma. Ele cuida do salão, com um olho na cozinha, e ajudou tanto na montagem da ótima carta de vinhos, com uma bela seleção de rótulos, fugindo da mesmice reinante, quanto do cardápio, que aposta na tradição italiana. Em ambiente arejado e claro, com boa espaço entre as mesas, o serviço é eficiente, e o cardápio apresenta receitas italianíssimas, como pansotti de galinha d’angola com fonduta de cebola e açafrão, o tagliatelle ao pesto com cavaquinha e alcachofra, o ossobuco servido com risoto de agrião e o lombo de cordeiro em crosta de pinole acompanhado de feijão branco. Os doces seguem a mesma fórmula: semifreddo de pistache com calda de frutas e um admirável tiramisú estão entre as escolhas certeiras.
Av. Vieira Souto, 234. Ipanema. Tel.: 2267-9282

Alloro – O chef italiano Luciano Boseggia chegou ao Rio para comandar a cozinha do Alloro, que funciona do térreo do Windsor Atlântica, no prédio do antigo Meridién. Ele faz ali o que já fazia em São Paulo, onde chegou para trabalhar no grupo Fasano: receitas clássicas italianas, com uma ou outra pitada autoral, com destaque para os risotos e para as carnes. Assim, são as melhores pedidas os pratos que combinam esses dois elementos, como o filé mignon com risoto de funghi porcini e o chamado pente de cordeiro, um vistoso corte com ossos aparentes, acompanhado de um arroz cremoso.
Av. Atlântica 1020, Copacabana. Tel. 2195-7857.

Essa reportagem foi escrita para a revists Wish Report.

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

8 Respostas to “La dolce vita: os novos restaurantes italianos no Rio de Janeiro”

  1. Zé Celso Says:

    Todos os restaurantes são muito bons mas o que sinto falta mesmo é de um italiano honesto, com massa caseira e uma carta de vinhos que prime pela qualidade e preço justo; ou seja aquele resturante para se comer sem ter que pagar 50 reais por uma massa na manteiga e mais 70 por uma garrafa de vinho. Se souber de algum nessa linha por favor me avise. Fora isso o Rio hoje é cidade para ricos

  2. Celso Says:

    Tem razão. Seria interessante um post mostrando bons italianos da cidade que possam ser freqüentados por uma típica família de classe média.

  3. malu Says:

    Concordo com o comentário do Zé Celso…sair para comer fora no Rio é caríssimo.
    Fui na Forneria com uma amiga e por 2 sanduíches, 1/2 garrafa de vinho, 2 águas e 2 cafés pagamos R$ 170,00 !!!!!!!!!! (o cafézinho custa 6,00 + 12% !)
    Precisávamos de algo como o Osteria Vacca Briaca que vc indica em Roma por exemplo… comida boa, honesta e barata.

  4. Luanna Says:

    Eu ainda acho que o Ettore da barra e o que melhor se encaixa no quesito preço/qualidade.

  5. Marco Antonio Vieira Souto Says:

    Artiggiano, no jardim de alá, é exatamente isso.

  6. luiz filipe Says:

    hahaha ja fui em menhllores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: