O Antiquarius não é um restaurante caro, e pode ser até barato, se compararmos com a concorrência atual

 

Existe numa percepção geral de que o Antiquarius é um restaurante caro. Mas não é. Em primeiro lugar, caro mesmo é comer mal. No português do Leblon, que aliás está completando 35 anos em 2012, tudo funciona como manda o figurino.


Até o dry martini é perfeito. Tanqueray, Gordon’s, Bombay Sapphire e Beefeater repusam no congelador, à nossa espera. Eu fico com o Tanqueray, e indico a quantidade de vermute francês Noilly Prat, apenas três gotas, e que prefiro azeitona ao limão.
Perfeito.
Faço isso enquanto aguardo a mãe chegar para o jantar de comemoração.
Mas, como dia, o Antiquarius não é exatamente um restaurante caso. Ele pode ser um restaurante caro, de acordo com o que a mesa pedir. Os pratos de bacalhau encostam nos R$ 150. Mas pode ser divididos. Se ficarmos pedindo entradinhas e mais entradinhas, como nesta noite aqui, a brincadeira pode sair cara (mas olha que vale a pena).
Mas é possível fazer um lindo percurso econômico, jantando neste clássico e da cidade e gastando quaso o mesmo que em restaurantes desprezíveis e bares metidos a besta.


Em primeiro lugar é preciso explorar o couvert, que é reposto quantas vezes forem necessárias. Às vezes é bom fazer isso ainda no bar, petiscando os rissoles, os bolinhos de bacalhau, o queijo assado, as torradinhas, a manteiga, o patê, a montagem de berinjela com um toque de alcaparras.
Depois, na hora de escolher o prato principal, dá para dividir perfeitamente, ainda mais se antes pedirmos uma entre as tantas entradinhas deliciosas: camarões à Zico, por exemplo. Quem sabe um steak tartare ótimo, como este aqui, um entre tantos itens fora do cardápio, que merecem ser escolhidos (ao menos, pergunte ao maitre o que tem naquele dia que não está listando no menu. Tem clientes assíduos, como Boni, que praticamente só pede itens assim, off-menu. Pode perguntar o  preço, não é feio, não).

Um pedido certeiro para compratir é o cordeiro assado com feijões brancos. Farto, serve duas pessoas com fome. E se faltar, o maitre oferece uma rodada extra.
Na hora de pedir a sobremesa, também dá para dividir o pratinho, que deve trazer não um, mas um pouquinho de cada um dos nossos docinhos preferidos. E uma taça de Porto, clato. Um Tawny 20 anos sempre cai bem.
Quando estive lá da última vez, com a mãe e a filha, tivemos uma noite linda. Dividi a conta com a mãe: R$ 400 no total, R$ 200 para cada. Sinceramente, bem razoável.
O jantar teve um dry martini, para iniciar o processo (aquele da foto lá de cima).


Duas taças de espumante, para acompanhar o couvert. Água. Maria bebeu suco de laranja, e se esbaldou com os rissoles de camarão, que fizeram o maior sucesso. E com os bolinhos de bacalhau.


Depois, vieiras ao forno com espumante. Pedidos um tinto alentejano barato, que custa R$ 60. Sim, apesar de toda a pompa ainda encontramos vinhos a preços razoáveis no Antiquarius. Vinhos bons, aliás. Portugal tem vinhos bons e baratos, e a casa saba montar uma boa carta com eles.


Para o prato principal, escolhemos o tal cordeiro assado com feijões brancos. Delícia. Carne saborosa e bem temperada, feijão perfeito. Belo encontro com o vinho. Tá vendo a foto? Era apenas meia porção: minha mãe ganhou prato igual.
Tudo lindo.


Louça fina, mesas espaçadas que permitem uma boa conversa, servido atento e educado, ambiente elegante, cadeiras e sofás confortáveis. Tudo lindo, tudo maravilhoso. Até os azulejos na entrada dos banheiros, um clássico da casa, indicando de maneira delicada e irreverente para onde devem se dirigir homens e mulheres.


Para melhorar, só mesmo encerrando com o pratinhos de doces, acompanhado de um Porto Tawny 20 anos. Porque quem torna a vida bela somos nós. Fazendo boas escolhas.
O café, com biscoitinhos amanteigados de sonho.
A conta, por favor.
Achei R$ 200 barato pela noite. Já gastei mais para comer e beber pior. Muito mais de uma vez, aliás. Por isso, acho que o Antiquarius não é caro. É um porto seguro, para quando queremos uma refeição memorável, sem chance de errar. Sempre foi assim.

 

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

3 Respostas to “O Antiquarius não é um restaurante caro, e pode ser até barato, se compararmos com a concorrência atual”

  1. Ivan Says:

    concordo, o antiquarius é de fato um restaurante para “quem sabe pedir”, talvez por isso seja tão exclusivo. um off-menu fenomenal é o vinagrete de frutos do mar…

  2. deliciasdaisa Says:

    as vzes que fui me decepcionei…não sei o que aconteceu…

  3. shooting games online Says:

    shooting games online

    O Antiquarius não é um restaurante caro, e pode ser até barato, se compararmos com a concorrência atual | Rio de Janeiro a Dezembro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: