Aviso de férias: em novembro o blog volta à ativa

Olá, pessoal.
Este blog está saindo de férias hoje. Embarco em pouco mais de uma hora para a Itália, para 20 dias de viagem pelo Piemonte, pela Toscana e pela Úmbria, talvez dando uma esticada até Milão.
No caminho, muitas trufas, como essas aí da foto, Barolos, Barbarescos, como esse aí da foto, e muito mais.

No dia 30 eu tô de volta, e retomo os posts cariocas – e flumineses – deste Rio de Janeiro a Dezembro, que este ano ficará fora do ar por quase todo o mês de outubro.

Obrigado pela companhia.

Até lá.

Um abraço

 

 

————-

Aproveito para deixar aqui os links do índice de posts, com grande parte de tudo o que já saiu aqui.

 

 

 


28 (ou Pastoria)

Aboim

Academia da Cachaça (com menu de Rodrigo Oliveira e Beth Beltrão)

Aconchego Carioca (com o Bar da Frente) – e o quase surreal (e delicioso) perupatolinha, e mais: uma década de Aconchego Carioca

Adega Flor de Coimbra

Adegão Português

Adega Pérola

Adonis

Alameda

Albamar (que saudades do antigo…)O velho Albamar (e o novo Albamar)

Alessandro & Frederico

Alfaia

Alloro

Ambre

Amir

Anna (e mais: Ristorante Anna conquista o diploma de “buona cucina 2012″ da Accademia Italiana della Cucina)

Antiquarius (e mais: uma noite no bar, de tapas em tapas e mais um jantar com steak tartar e filezinho de cordeiro, e O Antiquarius não é um restaurante caro, e pode ser até barato, se compararmos com a concorrência atual; e Novidades no Antiquarius: caldinho de bacalhau e acarajé de bacalhau)

Astor

Astrodome +

Azumi (e mais: a perda do Jack Ueda, e mais uma visita ao japa, e mais O Azumi sempre surpreende)

Baalbeck

Bar Brasil

Bar da Amendoeira

Bar da Dona Ana (ou Galeto 183)

Bar da Dona Maria

Bar da Frente (com o Aconchego Carioca)

Bar do Gomez (ou Armazém San Thiago)

Bar da Portuguesa

Bar d’Hôtel

Bar Imaculada

Bar Lagoa

Bar Luiz

Bar Urca

Bazzar (e mais: o novo cardápio de wagyu)

Bazzar Café

Bip Bip

Blason +

Botequim do Jóia

Bottega del Vino

Braseiro da Gávea

Bracarense (e mais: o bolinho Gente Boa, de jiló com linguiça)

Brasileirinho

Bráz (e mais: a edição 2012 do Fora de Série, com ingredientes da Sicília)

Bretagne +

Brigite’s

Cachambeer

Capricciosa

O Caranguejo

Casa Carandaí

Casa da Feijoada

Casa da Suíça

Casa do Alemão

Chez l’Ami Martin

Chico e Alaíde (e mais: um boteco que deveríamos visitar todos os meses)

Cipriani

Clipper

Codorna na Brasa

Cosmopolita

CT Boucherie

CT Trattorie (e um post mais completo, com menu e mais fotos)

Da Brambini

D’Amici

Delirium Café

Doiz

Duo

Eça

El-Gebal

Enchendo Linguiça

eñe (Festival de Jamón para celebrar um ano e um incrível jantar harmonizado)

Enotria por Joachim Koerper

Entretapas (e o Entretapas vai abrir uma filial mais encorpada no Jardim Botânico)

Escola do Pão

Escondidinho

Esplanada Grill (e mais:  o jamón serrano, a morcilla e o beef tea; e amorcilla “dulce o salada”)

Ettore

Faria

Fasano al Mare (mais um comparativo Gero x Fasano)

Filé de Ouro

Fim de Tarde

Fogo de Chão

Garden

Gero (e mais: a novidade da temporada, o bollito misto servido aos domingos, e a mesa na cozinha, mais um comparativo Gero x Fasano, o risoto del contadino e o tartar do maitre Alves)

Giuseppe Grill

Gonzalo

Gracioso

Gruta de Santo Antônio (em Niterói)

Guimas

Hare Burguer

Irajá (e o novo menu, lançado em junho de 2012)

Ix Bistrô

João de Barro

Kiosque do Português

La Carioca

La Fiducia

La Forneria

La Goulue

Laguiole (e mais: um fotoblog de um almoço gostoso e criativo)

Leiteria Mineira

Le Pré Catelan (e mais: o novo menu do restaurante e a mesa no escritório do Roland Villard e o  novo cardápio do Le Pré Catelan, com preços mais baixos, e o chef patissier que acaba de chegar: o último jantar antes das férias de Roland Villard)

Le Vin (e mais: uma noite italiana no Le Vin)

Lorenzo Bistrô

Majórica

Málaga

Margutta (e mais: o restaurante lança menu executivo)

A Marisqueira

Mekong Bar

Meza Bar

Miam Miam

MiniMok

Mosteiro

Nova Capela

Olympe (e mais: um fotoblog do almoço executivo e mais um jantar no Olympe, e a tratoria italiana que o chef Claude Troisgros vai inaugurar; e o palmito pupunha “Os moelle”, um dos maiores pratos jamais criados)

Opus

Original do Brás

Oro (e mais: o novo menu, ainda mais sensacional, de Felipe Bronze)

Osteria Dell’Angolo

Oui Oui

Padaria Bassil

Paladino

Pastoria (ou 28)

Pérgula (e mais: um brunch em família)

Petit Paulette

Pintxo

Pomodorino

Pontapé

Porcão

Q Gastrobar

Quadrifoglio

Quadrifoglio Caffe

Restô

Rio Minho

Roberta Sudbrack (e mais RS: a nova coleção 2011: “Da terra e do Mar” (e um fotoblog com a coleção 2011 da chef). Leia também: ”Quem me navega é o mar” e a matéria para revista a Wish Report da coleção 2010; e mais o menu 2012 da chef; e um jantar inesquecível:  Roberta Sudbrack e Castello di Ama: um encontro grandioso de cores, sabores, aromas e formas)

San Remo (no complexo Lagoon, na Lagoa)

Satyricon

Shin Miura

Stuzzi (e mais: o novo almoço de domingo, o bufê da Mamma)

Sushi Leblon (e mais: as novidades lançadas em agosto de 2010)

Ten Kai

Térèze

Terraço

Terzetto

The Ale House

Universo Orgânico

Venga! (e Venga! parte 2: por Leonardo Azevedo)

Vieira Souto

Yalla by Amir

Zot

OBS.: Restaurantes com a cruz ao lado (+) estão fechados, mas o blogueiro – saudosista que só ele – adora, e os mantém aqui.

Crônicas e reportagens

Roberta Sudbrack e Castello di Ama: um encontro grandioso de cores, sabores, aromas e formas

Porque comemos melhor no Rio do que em São Paulo

Modernismo gastronômico brasileiro

Botecos do Maracanã

Os (ótimos) botecos da Praça da Bandeira

Chef ou cozinheiro?

Feijão dá samba: a relação entre o carnaval carioca e o mais brasileiro dos pratos

Galetos

O dossiê do chope no Rio de Janeiro

O que aconteceria se o fast food encontrasse a gastronomia contemporânea?

Qual é a diferença entre se comer em um restaurante a convite ou pagando?

Restaurantes para uma refeição inesquecível no Rio de Janeiro

Sábado em Benfica

Sugestões afetivas de restaurantes para o Dia dos Pais

Gero x Fasano: qual é o melhor restaurante para um almoço nos dias de semana, o menu mezzogiorno

Uma pensata sobre as personalidades do Gero e do Fasano

O restaurante Mosteiro (e uma pensata sobre o trabalho das assessorias de imprensa e o dos repórteres)

Superchefs: uma noite memorável, histórica – e solidária

Casa do Alemão x Pavelka: quem é melhor?

O que o Alain Ducasse me ensinou sobre os cozinheiros (ou O brilho no olhar faz um grande chef)

A carne é forte: Enquanto grifes tradicionais da gastronomia carioca abrem steak houses, as mais famosas redes paulistas anunciam a chegada ao Rio de Janeiro

Um dossiê amoroso sobre a rabada no Rio de Janeiro

O poder da cura: chefs cariocas descobrem o alho negro, ingrediente versátil que é resultado de um longo processo maturação

Steve Jobs, Garcia & Rodrigues: não entendo tamanha comoção

Alimentação, culinária e gastronomia

Morcilla, mi amor

Baixa gastronomia em alta: os dez melhores bolinhos (e afins) do Rio de Janeiro

Porque comemos melhor no Rio do que em São Paulo

Rio, a capital mundial do bacalhau

Lasagna, amore mio

Putanescas, me aguardem: um mergulho no passado, no amor pelas massas, sonhando com o futuro

Sabor do Brasil, de Alice Granato e Sergio Pagano: um livro lindo e delicioso de ler e de olhar

A arte da cozinha, e a estética da comida: algumas considerações

As cervejas, o coelho e o shoulder steak serrano, e a beleza da surpresa e das novidades à mesa

Comer, e não ter a vergonha de ser feliz, brindar, e brindar, e brindar, a beleza de ser um eterno aprendiz”

La dolce vita: os novos restaurantes italianos  no Rio de Janeiro

Lagoon: drinques e casas muito cariocas com lindas vistas para a Lagoa (e a volta do Waldeck Rocha às coqueteleiras)

Eu também vou reclamar (viva Raul Seixas): muitas vezes o que parece ruim é ótimo

Manjericão, em Teresópolis: a pizzaria que começou a ensinar o carioca a comer pizza, acabando com a piada de paulista

Copacabana, princesinha do bar: comemorando os seus 120 anos o bairro reúne a melhor e mais variada seleção de botequins do Rio de Janeiro

Capricciosa lança mozzarella bar (e quanta diferença da muçarela de antigamente para a mozzarella de agora)

Churrascarias rodízio: (meu) modo de usar, e fazer valer a pena o investimento

O Antiquarius não é um restaurante caro, e pode ser até barato, se compararmos com a concorrência atual

Feijoada completa: receita de bambas

O bolinho Gente Boa do Braca, com jiló e linguiça, e a teoria de que, muitas vezes, dividir é multiplicar (e danem-se os chatos)

Gastronômade Brasil pela primeira vez no Rio de Janeiro: no próximo dia 22, sábado da outra semana, na Reserva Aroeira, em Piraí

Três é mais: trabalhando com poucos ingredientes, nova geração de chefs busca o equlíbrio e a valorização da matéria-prima

Gastronômade Brasil: o amor à comida em um almoço campestre com Roberta Sudbrack em Piraí

Outros índices

De cidades no estado do Rio de Janeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: