Fotoblog: a imperdível Cervejaria Bohemia, em Petrópolis

 

Inaugurada em 1853, em Petrópolis, a Cervejaria Bohemia reforçava a vocação da cidade como polo produtor da bebida no país. Fechado em 1997, o espaço voltou a abrir as portas em maio deste ano não apenas como fábrica, mas como um complexo dedicado à cerveja, com direito a um belo museu, que apresenta de maneira lúdica toda a história da cerveja, os seus principais elementos e características, com cenografia caprichada e recursos tecnológicos.O programa ficará ainda mais completo agora em novembro, quando a será inaugurado um restaurante panorâmico, na cobertura do prédio.

O passeio começa… pelo início. Logo à entrada os visitantes aprendem que a cerveja foi criada na Suméria, há cerca de oito mil anos. Há uma réplica do Código de Hammurabi, um dos mais antigos conjuntos de leis da Humanidade, escrito em pedra. Ali descobrimos que a famosa inscrição trazia uma pena duríssima aos mestres cervejeiros digamos, incompetentes: “os que fizerem uma bebida ruim serão afogados nela”.

Há vários painéis, como este aí de cima, de São Wenceslau, com textos, …

…e muita interatividade. Há, por exemplo, painéis digitais, onde podemos ver informações sobre os mais diversos estilos de cerveja.

Logo chegamos à Idade Média, quando a bebida se espalhou pela Europa, com a rica produção dos monges, a tradição das tabernas.

 

Depois, a industrialização, o período de imigrações, que trouxe ao Brasil a cultura cervejeira no século XIX.

Há uma área dedicada à memória da marca, com garrafas exibindo os rótulos clássicos…

… e um espaço cheio de móveis, objetos e documentos históricos, onde vemos um pequeno filme.

Após aprendermos a história da bebida, somos apresentados às suas características e componentes: os diferentes maltes, o lúpulo, a importância da água…

A visita passa pelo antigo galpão onde a cerveja era produzida, antes de chegar a uma sala onde é servido um chope fresquíssimo.

Há lindos painéis antigos, em mosaico, …

… que foram “resgatados” da antiga fábrica da Brahma, junto ao Sambódroomo, e que foi demolida recentemente.

Que beleza!

É um espaço aberto, ao ar livre: a Praça Koblenz. Agradável. Dá para ver com calma os belos mosaicos.

O ideal é reservar pelo menos duas horas para a visita, mas os mais interessados podem gastar umas quatro horas, se quiserem ver todas as fotos, os documentos, os vídeos e todos os outros recursos multimídia. Afinal, são sete mil metros quadrados de área de exposição, divididos em 20 ambientes. Ao final, é servido um chope fresquinho, numa espécie de cofre.

Delícia! Leve, refrescante, saboroso, geladinho. Na pressão.

Depois, terminamos no bar-sala de degustação, …

… onde é servida uma das quatro cervejas da marca…

Quem quer?

… com explicações sobre as características, possibilidades de harmonização etc.

Depois de se embriagar com a história da bebida, os visitantes poderão, a partir de novembro, terminar o dia no restaurante. O cardápio terá diversas referências do universo cervejeiro, desde reinterpretações de receitas clássicas de botequim até pratos tradicionais de países como Bélgica e Alemanha.

— Pensamos em criar um menu que pudesse ser harmonizado com as quatro cervejas da Bohemia: Pilsen, Weiss, Confraria e Escura. Criamos propostas sensoriais e gastronômicas diferentes, desde petiscos até pratos principais e sobremesas, para brincar com a versatilidade gastronômica da bebida — diz Cilene Saorin, especialista em cerveja, que criou o menu junto com a chef Ana Soares.

Uma das apostas são os chamados bolinhos bohemios, com quatro receitas para harmonizar com as cervejas da marca. O de arroz e ervas vai com a Pilsen; o de bacalhau e couve se combina com a Weiss, enquanto o cremoso de carne, espécie de croquete, com a Escura, e a coxinha de pato, com a Confraria. Todos os pratos são apresentados com sugestões de cerveja para acompanhar. Para as vieiras douradas na concha, por exemplo, a Pilsen e a Weiss. Para o ragu picante com fettuccine, a Escura. Já a Confraria acompanha o risoto de pato com cogumelos, palmito e saladinha de mexerica.

E até as sobremesas são harmonizadas: para o pudim da rainha, de queijo de cabra e goiabada, que tal uma Escura?

Cervejaria Bohemia: Rua Alfredo Pachá 166, Centro Histórico, Petrópolis. De quarta a sexta-feira das 11h às 18h; sábados e domingos, das 11h às 20h. O ingresso custa R$ 39, com direito a dois chopes. bohemia.com.br/cervejaria

Índice de posts de cidades no estado do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

4 Respostas to “Fotoblog: a imperdível Cervejaria Bohemia, em Petrópolis”

  1. Guilherme Lopes Says:

    Que ótima novidade, Bruno!
    Eu visitei esse ano a Fábrica da Guinness em Dublin e fiquei encantado.
    Com certeza vou visitar a Fábrica da Bohemia!
    Abraço,
    Guilherme Lopes

  2. thiago kling Says:

    olá, bem vi sua postagem hoje e queria frisar algo, hoje, não é mais necessário o agendamento, o valor caiu \o/\o/\o/, agora está R$20 para não petropolitanos, o restaurante ainda não foi inaugurado, conversei lá ontem (09/12) e o rapaz me disse que possivelmente para o fim de jan. Sou de Petrópolis e só ontem tomei vergonha e fui! muito bom, gastei 2hrs, mas vou voltar com mais calma pois não deu pra ver tudo!

    Ótimo passeio pra quem curte cerveja.
    ahhh, agora la na entrada tem o “buteco Bohemia” lá vende cerveja, em seus respectivos copos, e tem os aperitivos para harmonização, e no Domingo rola um sonzinho ao vivo bem bacana, ontem era um sambinha e uma bossa da hora!

  3. nando Says:

    Olá Bruno.
    Tchê me tira uma duvida se possivel,como eles fixaram aquelas garrafas de ceva no painel do balcão tu tem fotos mais detalhadas.
    Tô tentando fazer algo parecido e lembrei de lhe perguntar.
    Moro em Gramado-rs precisando de alguma coisa daqui é só falar.

    Grato,
    Nando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: