A incrível fabada do Entretapas, e outras receitas dos menus de almoço, em cartaz de sexta a domingo

Entretapas - quadro negro

Com dois anos de idade, cada vez mais firme na condição de um dos melhores restaurantes da cidade, o Entretapas tem a virtude de conseguir manter a espinha dorsal do cardápio, baseado em clássicos da cozinha espanhola, privilegiando os petiscos e as pequenas porções, e estar sempre colocando uma ou outra novidade, e realizando um ou outro cardápio especial, com chef estrangeiro convidado (além disso, o Jan Santos é hoje um dos cozinheiros mais ativos da cidade, participante de eventos, como o jantar da Zahil em homanagem a Carlos Perico) e entidades, como os Ecochefs.

Entretapas - balde de cavas
Desde o início achei o cardápio inspirado, e a execução dos pratos muito segura, com seleção criteriosa de ingredientes. Alguns meses atrás o Jan anunciou que eles iriam abrir uma filial, maior e com mais estrutura de cozinha, no Jardim Botânico.
– Ali, vamos ter menus de almoço, com fabada, por exemplo, que é a feijoada espanhola, feita com favas brancas, linguiça, morcela…
Salivei.
Pois a casa do Jardim Botânico ainda está em obras, previstas para terminar em março.
– Mas obra, você sabe como é. Sabemos quando começa, mas não quando termina. Lá eu quero produzir os meus próprios embutidos e as carnes curadas – adiantou o Jan, para a minha felicidade, em primeiro lugar, porque imagino que serão ótimos produtos, como tudo o que provei ali, e em segundo lugar, com certa vaidade, por ele estar corroborando a reportagem que foi publicada na quinta-feira passada, na revista Oh!, tratando justamente de embutidos e carnes curadas feitas artesanalmente em restaurantes, uma forte tendência na gastronomia atual, em todo o mundo.
O fato é que, antes mesmo da inauguração da filial, a matriz em Botafogo já está servindo a fabada, um dos destaques do menu de almoço das sextas-feiras, único dia útil em que a casa abre durante a tarde. A receita já vem sendo servida regularmente neste dia, e a partir deste fim de semana também passa a integrar o menu de almoço dos sábados e domingos.

Na sexta passada, aproveitando uma folguinha bendita, fui lá almoçar, e provei muito mais que a fabada.

Entretapas - drinque

De cara, como aperitivo, provei um drinque refrescante, com a cara do verão.

Entretapas - Anchovas em escalivada
Para começar, escalivada (pimentões amarelo, verde e vermelho, cebola assados) anchovinhas deliciosas, bem salgadas (fornecidas pela Casa Flora) sobre legumes assados , e o cremoso  molho romesco, feito com pimentões batidos. Bom demais.
O Jan fez uma pequena adaptação sazonal.
– Geralmente eu uso sardinha, mas tá na época de defeso. Imagine un ecochef servindo sardinha na época do defeso…

Entretapas - bacalhau pil pil
A etapa seguinte foi o bacalhau pil pil, uma travessa de barro com uma bela posta, com lascas grossas e compactas, assobiando pelo calor do azeite, que finaliza o preparo do peixe, com lasquinhas de alho frito, cama de lâminas de batata, e um molho avermelhado, rico e delicioso, chamado pipirranas, refogado de tomate, pimentões, azeite e páprica. Show.

Entretapas - cochinillo
Pois logo em seguida foi uma sensação receber o prato glorioso que trazia dois nacos de paleta de leitão, com pele pururucada, exemplar suculência e sabor, acompanhados de migas, uma espécie de farofa de pão com linguiça, e batatas com pimentões. Foi uma alegria só.

Entretapas - paella
Não provei, mas vi saindo uma paella de camarões com lulas e tamboril com fideuá, aquele macarrão cabelinho de anjo, que estava linda e perfumada, e que me deixou imensamente tentado a experimentar em outra ocasião, e que ela seja breve.

Entretapas - cordeiro
Em seguida, um lindo pedaço de carne de cordeiro, adornada com um purê de batatas com limão siciliano coberto de cogumelos salteados e um alho assado inteiro, com os dentes saltando para fora com um leve apertar. Divino.

Entretapas - fabada
Para encerrar, a razão daquela visita. A fabada. Que coisa. A morcela é algo de maluco de tão deliciosa, e ela se desmancha pelo caldo, deixando o seu inconfundível rastro de sabor e untuosidade. Linguiça, lombo, as favas rigorosamente al dente. Um espetáculo.

Entretapas - fabada - detalhe

Comidinha de avó, na Espanha deve ser mais ou menos assim.

Segredinho para a fabada ficar ainda melhor: peça a pimenta malagueta da casa, praticamente uma exclusividade das refeições dos funcionários, que tudo ficará ainda melhor.

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro:clique aqui.

Anúncios

3 Respostas to “A incrível fabada do Entretapas, e outras receitas dos menus de almoço, em cartaz de sexta a domingo”

  1. Renato Mello Says:

    Fiquei louco de vontade para experimentar essa paella de camarões com lulas e tamboril .

  2. Fernando Martins (@prudentemartins) Says:

    ainda nao fomos ao Entretapas.. pode isso?rs

  3. Eduardo Alves Says:

    Que dica incrível. Eu que penso conhecer bem o Rio nunca fui. Fiquei com água na boca…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: