Vero: a melhor sorveteria do Brasil, e seus sabores, entre os clássicos, os etílicos e os exóticos

Vero - Andrea

A chegada do italiano Andrea Panzacchi ao Rio de Janeiro, há pouco mais de três anos, foi um acontecimento para a gastronomia da cidade. Com a inauguração da sorveteria Vero, em Ipanema, em dezembro de 2010, ganhamos o melhor lugar não apenas do Rio, mas do Brasil, acredito eu, para se apreciar um belo gelato italiano, que tem tudo a ver com o clima carioca. Com todo o imenso respeito e carinho que tenho pelo sorvete Itália, e pelo Mil Frutas, bem como pelo Felice Caffè, a Vero é imbatível no quesito sorvete.
Certificado pela Accademia della Gelateria Italiana, a Vero fabriaca, diariamente, dezenas de sabores que ficam expostos em suas vitrines, de modo tentador. Adoradora do Nutella, a Maria é fã do gianduia (chocolate com avelã). E durante a visita dela, estivemos na Vero duas vezes. Antes do almoço no Esplanada, e na tarde de quarta.
Há criações arrebatadoras, como a que combina framboesa, chá de hibisco e tomilho. A goiaba, ali, ganha nova dimensão. Além dos clássicos de sempre, respeitando a sazonalidade dos ingredientes. Pistache? É de Bronte. Chocolate? Belga, 72%.
Uma das coisas mais bacanas da Vero é que o Andrea transforma qualquer coisa em sorvete. Quer sorvete do seu vinho preferido? Ele faz. Quer sorvete de uma sobremesa? Ele faz.
Mas o lado mais curioso e inusitado da Vero são os seus sabores salgados (já teve até de feijoada!!!). Um amigo, outro dia, queria fazer um aniversário com menu inspirado na Alemanha, mas com algumas bossas contemporâneas, por assim dizer. Encomendou um sorvete de mostarda, para acompanhar linguiça.
Já provei sorvete de ouriço, de shoyo, de wasabi, e acho que esses ingredientes podem dar samba quando transformados em sorvete.

Vero - melone e prosciutto

Mas nunca tinha provado a versão salgado dos doces, que é transformar um prato inteiro em sorvete. Quando estive lá com a Maria, fomos apresentados a sabores como melone com parma (um acerto, gostei mesmo), com o sorbet de melão refrescante ganhando pedaços de bom Parma.
Mas, de uma maneira geral, prefiro mesmo os sabores convencionais. Outra criação da Vero é um sorvete de pizza, com com mozzarella de búfala, tomate, manjericão, orégano e massinha crocante. Esse eu passo. Mas a ideia de combinar tomate e manjericão em forma de sorvete me parece interessante, para certas receitas.
Enfim. Adoro a Vero, e admiro a coragem do Andrea, e sua vontade de encarar os desafios. Maria, encantada em saber que era aquele sujeito ali que fazia os sorvetes que ela tanto adorou, voltou para casa contando a história para mãe e os amiguinhos. E me disse, com a boca cheia (no sentido literal, inclusive, comendo o sabor com gianduia):
– Papai, essa é a melhor sorveteria que eu já fui.
– Eu também, Maria, eu também.

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro: clique aqui.

Anúncios

5 Respostas to “Vero: a melhor sorveteria do Brasil, e seus sabores, entre os clássicos, os etílicos e os exóticos”

  1. Fernando Lucas Prudente Martins Says:

    delícia.. qualquer dia apareço para experimentar 🙂

  2. Dani Bispo Says:

    Tenho um carinho especial pela gelateria Vero e pelo Andrea. Conheci a gelateria assim que abriu as portas a uns 3 anos atrás. Eu e meu marido, recém chegado da sua terra natal, a Itália, estavamos em uma busca louca por um verdadeiro gelato Italiano que segundo ele não existia antes da Vero. Eu só posso concordar!

    Também provei o de melone com Parma e da mesma forma gostei, achei super interessante! Os outros ainda não me aventurei, mas faço planos!

    Adorei seu post, traduz tudo que a Vero é para a cidade

    Dani Bispo

  3. Maysa Alexandrino Says:

    Olá Bruno,
    Amooo a Vero! Frequento há uns 2 anos já talvez…
    Meus sabores favoritos são o de caramelo com flor de sal e o crocante de amêndoas. O de manga com maracujá também é uma delícia e super refrescante. Deliciosos!
    O fior di latte também é uma delicadeza e excelente para acompanhar uma potente e quente sobremesa de chocolate. Combinamos uma vez o fior di latte com a torta de chocolate amargo, receita da Roberta Sudbrack, e ficou sensacional.
    Bjoss

  4. Alexsandro Says:

    Bom dia Andrea, gostaria de saber se você tem cursos disponíveis… agradeço a atenção… aguardo contato e-mail alex_rei1@hotmail.com

  5. marinasnow Says:

    O de pera é o melhor da cidade!!!! Os outros são enganações açucaradas… Esse de parma é incrivel! E o de caqui q aprendemos em uma aula é exigencia das crianças em casa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: