Vem chegando o verão (ou Capricciosa lança uma linha de pizzas “Al Crudo” para a estação mais quente do ano)

Não se engane, não. O verão começou. Hoje. Apesar do invernico que vivemos nos últimos dias, os termômetros vão começar a subir severamente a partir de agora, como reza a tradição carioca. É sempre assim. Faz um calorzinho em outubro, depois temos os últimos dias frios do ano, no começo de novembro, normalmente, e depois um quase-inferno térmico se instala na cidade. Acontece o mesmo em maio, com o veranico, prenúncio da chegada efetiva do inverno, mas que inverno? O inverno das tardes ensolaradas, com temperaturas civilizadas, 25 graus, e noites deliciosas, ali, com os termômetros na casa dos 20 graus, às vezes até um pouco menos – e aquele friozinho gostoso que faz nas serras, Teresópolis, Mauá, Lumiar, com seus 10 graus, às vezes com o termômetro beijando o 0 grau, depedendo da área. Tecnicamente o verão só começa em dezembro. Mas as escolas de samba já estão em processo de ebulição, as temperaturas vão subir, e o clima de final de ano já está instalado na cidade. É aquela coisa Marina Lima: vem chegando o verão, um calor no coração. Só peço desculpas pela rima pobre, mas é isso aí. Roubo as estrelas lá no céu, numa noite e meia desse sabor. Pego a lua, aposto no mar como eu vou te ganhar.
Gosto do verão carioca, apesar de tudo. Entre outras razões, porque as altas temperaturas inspiram mudanças de hábito. A caminhada matinal acontece mais cedo, e num dia de sol, às 8h já faz calor, e um mergulho na água gelada das correntes antárticas que lambem a nossa costa é a glória, um dos maiores prazeres desta vida. Gringos alegram o Rio, de Ipanema e Copacabana, à Lapa e Madureira. O chope fica mais gostoso. O sol se põe no mar, em Ipanema. E o carnaval tá chegando. E, ainda antes dele, também tem aquela deliciosa semaninha de recesso no trabalho para a festas de fim de ano. E tem tender com laranja, no Natal, e cordeiro com arroz de lentilha e cebola frita, no réveillon. Tem champanhe. Enfim, apesar de vivermos numa torradeira, existe alegria no verão, é possível ser feliz no Rio de Janeiro entre novembro e março, quando as águas de março fecham o verão, às vezes – quase sempre, ultimamente – chegando até abril, lavando as nossas almas.
No verão, também apreciamos outros cardápios. Tudo bem que eu gosto de beber vinho branco no inverno, e um tinto no verão, até os mais encorpados. Tudo bem, ainda, que aprecio o frescor das saladas nas noites mais frias de julho, e não dispenso uma feijoada pré-carnavalesca, condimentada com muita pimenta e torresmo, mesmo no maçarico das tardes de janeiro e fevereiro. Dobradinha? Pode mandar. Caldo de mocotó com um copinho de cachaça da boa, pra rebater? Também topo. Fabada no Entretapas? Delícia.
Mas não resta dúvida de que no verão fica ainda mais agradável beber vinhos mais leves e refrescantes, menos alcoólicos. Do mesmo modo, torna-se muito mais gostoso comer coisas mais leves, com mais azeites, vegetais e peixes, menos cremes, carnes, e menos gordura. É tempo de preparar coisas como um lindo churrasco vegetariano, de inspiração mediterrânea, tarde feliz na casa de amigos que já virou até post lá na Enoteca. Vamos regando a vida com muito Sauvignon Blanc, Riesling e Viognier, ou um bom rosado. Celebramos o calor brindando com a alegria das borbulhas, as garrafas imersas no balde de gelo. Ou uma bela cerveja. Ou um chope.
deve ter sido com isso em mente que a pizzaria Capricciosa do Jardim Botânico acaba de lançar um trio de pizzas. Adorei a novidade no cardápio da minha pizzaria preferida, linha batizada de “Al Crudo”, que acabou inspirando essa longa introdução sobre o antagonismo das duas estações extremas, o verão e o inverno.
Eu serei capaz de comê-las alegremente numa noite fria, porque espero que o trio não saia de cartaz depois do verão, assim como não saiu de cena o mozzarella bar, tendência mundial hoje em dia, a combinação dos queijos leves e frescos com muitos antipasti de vegetais, umas foccacias, uns azeites, uma farra que – igualmente – fica ainda mais saborosa no verão, com um bom vinho branco ao lado, de preferência italiano, um Vermentino toscano, ou quem sabe algo das ilhas, Sicília e Sardenha, e sua influência marinha irresistível, seu caráter vulcânico e mineral, seus cítricos.
Mas não resta dúvida de que as três deliciosas novidades são ainda mais saborosas nos dias mais quentes, para um jantar leve, com vinho branco na taça, garrafas no gelo.
Um dos segredos é a massa, leve e aerada, resultado de farinha fina e fermentação prolongada, de um ano, que lhe dá textura delicada. Vai ao forno alto rapidamente, sem tomate ou queijo. E logo então, momentos antes de chegar à mesa, ainda quente, recebe as coberturas, com ingredientes crus.

Capricciosa - pizza al crudo di tonno
Se eu fosse te recomendar apenas uma das três seguramente seria “tonno”, com uma rúcula pequena e de sabor intenso, com amargor delicioso, com carpaccio de atum fresco, alho-poró em rodelinhas, azeite e limão siciliano. Eu ainda botava mais azeite.
Ó, que alegria.

Capricciosa - pizza al crudo - carpaccione
Seguindo o mesmo estilo, a “carpaccione” também tem aquele leito de rúcula, mas o complemento é com carpaccio de carne bovina, queijo grana padano e alcaparras. Mais azeite, por favor. E pode moer um pouquinho de pimenta-do-reino. Sim, pode servir mais uma taça de vinho branco.
Não provei o terceiro sabor, chamado “Basilicata”, feito com presunto de Parma, burrata di báfala, azeitonas pretas e manjericão fresco, de modo que tenho três razões para voltar. Quero experimentar a “Basilicata”, na verdade, eu preciso experimentar, e também quero voltar a comer a tonno e a “carpaccione”.
E, no mais, um bom verão a todos.

——————————————————-

Agora, deixo um recorte do cardápio, com os preços, e também do Bruschetta bar.

Capricciosa - cardápio

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro:clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: