La Mar, em Lima: o Oceano Pacífico à mesa em grande estilo

La Mar 2 - balcão

Logo na entrada da casa, um longo balcão, além de acomodar clientes em bancos altos, dos quais se vê o movimento dos cozinheiros, exibe as especialidades: peixes diversos, vistosos, e frutos do mar fresquinhos.

La Mar 3 - balcão

Vamos vieiras e mexilhões, ouriços imensos, almejas…

La Mar 4 - balcão

Caranguejos e afins. Quadrinhos indicam as variedades, e onde foram pescados. Como o nome já sugere, o La Mar é um lugar para celebrar as iguarias do Pacífico que banha a costa peruana.
O La Mar virou uma bem sucedida franquia, com várias filiais espalhadas pelo mundo, incluindo uma em São Paulo, onde estive, e comi bem. Mas estar na matriz, onde tudo começou, e dispondo dos ingredientes autênticos, e os pescados locais, a coisa é bem diferente, e muito melhor.
Para grande parte do nosso grupo, foi a melhor refeição da viagem. Eu achei ótimo, mas não melhor por exemplo do que o já resenhado Panchita, o novato e criativo IK e também a chifa Ti Ti.

La Mar 1 - salão
Não há reservas, portanto, chegue cedo, para evitar as enormes filas que se formam à porta a partir das 13h. Chegamos ao meio-dia e meia, e estava assim.

La Mar 15 - salão 2
Às 13h já era esse o cenário.

La Mar 5 - raízes crocantes com ají
O nome completo da casa, Cebichería La Mar, também entrega logo de cara a especilidade. E assim, depois de alegrar (e picar) a boca com as lâminas crocantes de aipim e batata-doce, servidas com molhos de pimenta, nos entregamos às iguarias marinhas diretamente do Pacífico.

La Mar 6 - Premium Triple
Mas não sem antes (e durante, e depois) matar a sede com esta bela Tripel, outra boa cerveja artesanal peruana que felizmente cruzou o meu caminho durante a viagem.

La Mar 8 - Almejas e causas
Primeiro, um ceviche de almejas, que são mariscos carnudos, de carne branca e delicada, que ganharam o realce dos temperos tradicionais deste prato, o limão, a pimenta, o milho branco. Entre os ceviches da viagem, um dos melhores. Junto com as conchas foi servido ainda uma admirável causa de camarões, com um molho agridoce, e outro de ají amarelo, com os crustáceos empanados, sequinhos, e deliciosos. Bom demais esse começo, e eu poderia ficar por ali, repetindo esses dois pratos, de tanto que gostei.

La Mar 7 - Chilcano de coca
Pedi um chilcano, que é um drinque de pisco, no sabor folha de coca. Bom, bem bom.

La Mar 9 - mexilhões
Mas nossa missão é experimentar, e não vamos nos render assim. Portanto, foi com brilho nos olhos que eu ataquei a bandeja linda que acomodava uma dúzia de mexilhões, preparados como ceviche. Tão bom, ou até melhor, que as almejas. Sublime. Que mexilhões, que mexilhões, que mexilhões… Confesso que comi uns quatro. Cinco, talvez.

la Mar 10 - causas e caracoles
Havia, ainda, esses vistosos caracoles, com um molhinho ligeiramente adocicado, com mel, algo com inspiração nipônica. Além de uns ceviches de peixe do dia, y otras cositas más.

La Mar 11 - arroz
O arroz de lulas com ají e vieiras vinha molhadinho, saboroso, com o arroz bem cozido e os ingredientes nítidos.

La Mar 13 - polvo

O polvo na chapa com milhos e batatas estava perfeito: textura perfeita, tempero na medida certa, acompanhamentos interessantes.

La Mar 12 - vários
E foram vindo pratos. Raridade de se ver, estava tudo bom. Muito bom. Pescados frescos, temperos precisos, cortes variados, valorizando cada pescado.

La Mar 14 - sobremesas
Encerramos com uma degustação de sobremesas. Sorvetes de caseiros, suspiro limeño, doce de chirimoya.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: