Barranco: uma lugar de restaurantes bonitos à beira-mar, mas não tão bons assim

O litoral de Lima é uma grande falésia, de modo que a cidade fica na parte alta e as praias na parte baixa, naturalmente. Assim, Miraflores e Barranco são bairros irmãos. Um no alto, outro ao nível do mar.
O nome de um parece poético. Deve ter se originado no hábito das pessoas de olharem para possíveis plantas: mira las flores. Creio eu que isso tenha batizado o bairro. Já o outro foi nomeado de acordo com a sua situação geográfica. Barranco está aos pés de um longilíneo barranco, que também neste caso podemos chamar de falésia, visto que está junto ao mar, sendo resultado da ação deste ao longo do tempo, porque as ondas vão corroendo lentamente o paredão de areia e barro.

Cala 1 - praia
Perfilados na linha do mar há uma série de restaurantes, espaçosos, com arquitetura moderna e paredes de vidro que valorizam a vista das águas do Pacífico, e os seus surfistas. A praia não tem areia, mas pedra relativamente grandes, mais ou menos do tamanho de uma manga, arredondadas. Se não é bom para os banhistas, ao menos produzem um agradável barulho quando as ondas quebram, naquele movimento contínuo de pedras rolando para cima e para baixo, no balando do mar.
Pelo tamanho, pompa e circunstância, pode-se imaginar que esses restaurantes não sejam lá os melhores para se fazer uma refeição. Mas pelo conjunto da obra, vale considerar um passeio por lá em um final de tarde.

Cala 2 - Salão
Fizemos isso, escolhendo o Cala, que estava bem cheio para o nosso horário de chegada, por volta das 16h. Até mesmo o salão tinha mesas ocupadas por alguns grupos, parecendo reuniões corporativas.

Cala 5 - turma

A varanda, debruçada sobre o Pacífico, com mesas altas, estava intensamente ocupada. Também quase lotado estava uma espécie de lounge externo, com sofás e mesas baixas, onde nos sentamos.
Pedimos cava para brindar os colonizadores espanhóis.

Cala 4 - petiscos
Para comer, uma seleção de petiscos. Não estavam nem bons nem ruins, o que para os padrões de uma Lima de gastronomia vibrante e com altos graus de excelência, foi algo decepcionante.
Havia um inegável clima de festa, uma happy hour mesmo feliz, e até um DJ surgiu para animar as carrapetas. Vi um sujeito com duas amigas louras secar uma garrafa de vodca de primeira linha.

Cala 6 - piscos
Achamos que era hora de partir. Mas não sem antes darmos uma parada no bar para conversar com o sujeito. Ele nos mostrou seus quatro garrafões com pisco macerado em diferentes frutas. Provamos uma. Não lembro bem o nome. E isso nem importa, não é verdade?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: