Guia 450 Sabores do Rio 11 – Satyricon: “Gran Piatto di Mare”, a sublimação dos pescados

O "Gran Piatto di Mare" pode variar de acordo com a sazonalidade, uma imperdível seleção de preparações de peixes e frutos do mar à moda mediterrânea, com azeites, limões, pimentas, cebolas, ervas e outros temperos e perfumes

O “Gran Piatto di Mare” pode variar de acordo com a sazonalidade, uma imperdível seleção de preparações de peixes e frutos do mar à moda mediterrânea, com azeites, limões, pimentas, cebolas, ervas e outros temperos e perfumes

O Satyricon nasceu em 1983, em Búzios, e pouco tempo depois chegou a Ipanema. Desde então, é o melhor restaurante de pescados do Rio, quiçá do Brasil. Numa cidade litorânea, é uma pena que haja poucas casas dedicadas aos peixes e frutos do mar. O Satyricon é um porto seguro. Algumas especialidades estão ainda vivas, mantidas em aquários. Outras, reluzem fresquinhas, entre pedras de gelo. O menos, ali, é mais. Lagostins chapeados com azeite de limão e alho, pargo ao sal grosso, cherne alla “belle meunière”… Um festival de receitas com perfil mediterrâneo, seleção de pratos certeiros para explorar as iguarias marinhas. Entre tantas variações com acento italiano, a melhor pedida é um dos clássicos do restaurante, um apanhado de receitas com o sugestivo e acertado nome de “Gran Piatto di Mare”, definido apropriadamente como “festival de frutos do mar”. O prato mais icônico do Satyricon, na verdade, são vários pratinhos com preparações frias, que chegam juntos, em uma grande montagem preservada no gelo, com limões, siciliano e taiti. Tartares e carpaccios, e diversas marinadas. Alguns nos chegam crus, outros levemente cozidos, uma oferta que varia de acordo com a temporada, com o que entregam as redes e os anzóis dos pescadores. Mas há, digamos, uma espinha dorsal: ostras cruas, vinagretes de polvo e mexilhões, conserva de atum, anéis de lula marinados, camarões em molho de tomate, e um ou outro tartare ou carpaccio, e vez ou outra ovas no azeite, ouriço, e nós sempre podemos pedir itens extras, como vieiras, dessas que saem diretamente do aquário para a mesa, mais frescas impossível… É o mar em sua mais pura essência. De fato, um “Gran Piatto di Mare”, um dos maiores pratos não do Rio, mas do Brasil, em toda a sua quase simplicidade.
Deixo ainda uma sugestão adicional: a matriz, em Búzios, debruçada sobre o mar da Praia da Armação, com seus barquinhos a balançar a final de tarde cinematográfico, com o sol caindo no horizonte, é a sublimação disso tudo. O mar à mesa, o mar diante dos olhos. Comer ali é um acontecimento.

SATYRICON – Rua Barão da Torre 192, Ipanema. Tel. 2521-0627.  De dom. a qui., do meio-dia à meia noite; sex. e sáb., do meio-dia à 1h. http://www.satyricon.com.br Aceita cartões.

Tags: , , , , , , , , , , , ,

3 Respostas to “Guia 450 Sabores do Rio 11 – Satyricon: “Gran Piatto di Mare”, a sublimação dos pescados”

  1. Ivan Londres Says:

    O Satyricon merecia mesmo um post. Eu o conheci com um cliente antigo da casa, que me ensinou a pedir algo que não está no cardápio: lagostins grelhados no azeite/limão/salsa servidos abertos em um prato bem grande com se fossem raios de sol. O sol propriamente dito, no centro, é um pequeno bowl com um delicioso espaguete com molho de tomate. Uma perfeição.

    • brunoagostini Says:

      Já comi este lagostim, Ivan, e até o cito na matéria. Obrigado pela leitura. Um abraço.

  2. Cristiano Capell Says:

    Para variar, mais uma bela matéria. Parabéns Sr. Bruno.
    Cristiano Capell – News Comunicação

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: