Pão de queijo em versões autorais, incluindo a matriz francesa chamada gougère) invadem os nossos menus: que alegria!!!

O pão de queijo e o gougère nunca estiveram tão próximos. Enquanto vemos restaurantes brasileiros criando versões mais caprichadas do petisco mineiro, o belisquete francês vem invadindo as mesas cariocas, servindo como abre-alas para algumas das melhores refeiões da cidade.

Esplanada Grill - Couvert

O couvert do Esplanada Grill traz os pães de queijo sempre quentinhos

No primeiro caso, destaco o pão de queijo, simples, do Esplanada Grill, uma das estrelas do couvert da casa; que tem farofa, conserva de cebola, molho à campanha e bastões de cenoura.

Aprazível - pão de queijo com pernil

No Aprazível o pão de queijo pode ser recheado com pernil assado e desfiado

 

Também merece louvor a receita do Aprazível, que faz um sanduíche de linguiça com ele (pode imaginar isso?) ou, o que é ainda melhor, a versão recheada com pernil (muito bem assado, com o seus caldos do cozimento, e a carne se desfiando). Difícil parar de comer, em ambas as casas.

Pão de queijo: o chef Rafa Costa e Silva, do Lasai, criou a sua versão, que é recheada com queijo de ovelha curado, tipo Serra da Estrela, mas feito no Vale das Videiras, em Petrópolis, na Quinta da Pena

Pão de queijo: o chef Rafa Costa e Silva, do Lasai, criou a sua versão, que é recheada com queijo de ovelha curado, tipo Serra da Estrela, mas feito no Vale das Videiras, em Petrópolis, na Quinta da Pena

E, para coroar, o chef Rafa Costa e Silva, do Lasai, criou a sua versão, que é recheada com queijo de ovelha curado, tipo Serra da Estrela (mas feito no Vale das Videiras, em Petrópolis, na Quinta da Pena: para ler mais, clique aqui).
Agora, são os gougères que andam abrilhantando as nossas mesas.

Os gougères que abrem as refeições do restaurante Roberta Sudbrack: impossível parar de comer

Gougères: pãozinho de queijo á moda francesa abre as refeições do restaurante Roberta Sudbrack: impossível parar de comer

Uma das primeiras a apostar no serviço do pão de queijo à moda francesa foi Roberta Sudbrack, e provar o petisco é um momento de delírio (para ler mais, clique aqui). Quentinho, aerado e leve, com sabor bem marcado de queijo, e assado no ponto exato, para ficar com a casca crocante e o interior oco. Coisa de louco. Dependendo do dia, chego a pedir para não servirem, porque é impossível parar de comer.
Já o Pedro de Artagão, do Formidable Bistrot, recém-inaugurado, também fez a sua versão do gougère, que vem sendo um dos maiores destaques do menu da aguardada novidade. Ele prepara, a julgar pelas fotos que vi (não, ainda não fui), uma versão também impecável, e comete a indecência de ocupar o espaço oco do interior com requeijão. Para tudo!
E será um “gougères à l´émental” o primeiro passo do jantar francês que acontece na próxima quinta, no Pérgula, do Copacabana Palace, dentro do gigante e mundial evento “Gôut du France“, que reúne mais de 1.000 chefs espalhados pelos cinco continentes do planeta, celebração da gastronomia francesa idealizada pelo chef Alain Ducasse (que, aliás, faz alguns dos melhores gougères do universo, como base de queijo gruyère).
Estou adorando este movimento. E podem vir mais pães de queijo e gougères.
Merci.

 

Índice de posts de bares e restaurantes na cidade do Rio de Janeiro:clique aqui.

Tags: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: