Archive for novembro \07\UTC 2018

Rio de Janeiro a Dezembro: um olhar amador (no sentido literal) sobre os bares, restaurantes e outras delícias cariocas

07/11/2018

O Pão de Açúcar, visto do terraço do hotel Yoo2 – Foto de Bruno Agostini

Sempre observei  o Rio de Janeiro com aquele olhar curioso de quem é um pouco residente e um pouco turista. Não sei se por ter morado parte da adolescência em Teresópolis, mas o Rio onde nasci e cresci, estudei, me formei e trabalhei – talvez por seu tamanho – sempre foi um pouco misterioso, até mesmo distante. O que é ótimo. É maravilhoso morar em um lugar e não conhecê-lo por inteiro, e ter sempre algo novo a explorar, um lugar desconhecido a visitar, um quitute jamais visto a se experimentar, um balcão inédito a se gastar a tarde. O Rio é assim.  Para mim.

Mesmo que há mais de dez anos eu tenha transformado o que era lazer em trabalho, ainda preservo um olhar amador sobre isso. Amador no sentido literal mesmo. Segundo o Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa, da Michaelis, amador (adj sm) é: 1)Que ou aquele que ama; amante; 20) Que ou aquele que gosta muito de alguma coisa; amante, apreciador; 3) Que ou aquele que se dedica a algo não por profissão, mas por diletantismo; diletante. E é disso que se trata. É assim que sou. Mesmo em missão de trabalho. Faço por amor, por paixão, e que sorte é poder trabalhar com aquilo que se gosta.

Ir a bares e restaurantes sempre foi um dos meus passatempos prediletos, e mesmo antes de entrar para a faculdade de jornalismo, e apesar da pouca idade, eu já me considerava um especialista em bares e botequins (também tinha boa experiência com grandes restaurantes, mas neste caso patrocinado pela família que sempre gostou de comer fora), porque os frequentava desde cedo, com fome e sede.  Continua sendo uma diversão, mas também é um trabalho, e já faz muito tempo que não entro em um bar ou restaurante sem esse olhar curioso, um tanto amador, mas também observador e provador profissional. Eu me divirto enquanto trabalho, e trabalho enquanto me divirto.

A partir de 2006, quando fui morar em São Paulo, comecei a escrever sobre o Rio de janeiro, pois até então só fazia reportagens de turismo e gastronomia. Fui, assim, a partir do prédio da Editora Abril na Marginal Pinheiro, afinando esse olhar de forasteiro, uma vez que eu escrevia para publicações de especializadas em Turismo, como a revista Viagem e Turismo, o Guia Quatro Rodas (naquela época já rebatizado de Guia Brasil) e o site Viaje Aqui, onde criei o blog Direto do Rio, que existiu até 2009, quando fui trabalhar no Boa Viagem, d’O Globo – e então criei este blog aqui, Rio de Janeiro a Dezembro, que andou um pouco descuidado nos últimos tempos, enquanto em pensava de que modo eu voltaria a usar esse espaço.  Ele, então, se torna uma parte do site Menu Agostini, que em breve será lançado (onde o Rio também terá destaque, é claro). Mas esse Rio de Janeiro a Dezembro se torna um lugar dedicado 100% à cidade, explorando também o interior, das serras ao litoral. Um guia com os melhores lugares para se comer e beber no Rio de Janeiro, com resenhas, crônicas e críticas sobre bares, restaurantes, cafés, enotecas, cervejarias, padarias, quiosques, mercados, feiras, armazéns e outras bodegas e botequins que mereçam atenção. Na pauta, listas de melhores em diferentes categorias, votações com especialistas, roteiros gastronômicos, crônicas gulosas e afetivas, memórias das comidas da infância, e muitas fotografias – em vídeos, muito em breve.

A ideia aqui também é começar a organizar textos, fotos e informações para a edição de livros, a começar por um guia com o melhor do Rio (nos moldes do que lancei em 2011, pela Editora Senac-RJ), e outros um pouco mais focados em temas mais específicos, como uma seleção de lugares antigos e cheios de histórias para contar e um projeto dedicado a mapear o universo cervejeiro do estado, com bares, lojas, fábricas, rótulos, tours e tudo o mais que envolve este assunto. Rio de Janeiro a Dezembro vira também um selo editorial.

Por ora é isso. Apertem os cintos que isso aqui será a maior viagem.

Anúncios