Cosmopolita: um almoço no berço do filé à Oswaldo Aranha, receita carioca

file-a-oswaldo-aranha-do-cosmopolita

Ainda hoje o prato é servido na frigideira de ferro, como na época em que foi criado, a década de 1930 – Foto de Bruno Agostini

No fim do ano, num momento de nostalgia, me peguei em dúvida, em um passeio pelo Centro. Onde vou almoçar. Primeiro, pensei no Rio Minho, onde por mais de três anos eu almoçava lá semanalmente, aproveitando que trabalhava perto. Ia no balcão do lado de fora, onde servem PFs e refeições a preços mais acessíveis (saudados do polvo ao alho e óleo a R$ 16…). Mas aí lembrei do chope do Bar Brasil, e de um prato que é a cara deste recanto histórico (assim como o Rio Minho): o kassler à mineira, união de Minas com Alemanha, criação de ninguém menos que Paulinho da Viola (ele mesmo!), a cara do Rio. Foi então que veio à memória a suculência do filé à Oswaldo Aranha do berço deste prato tão carioca, criado pelo político de mesmo nome, nos tempos em que esse restaurante – outra pérola histórica da gastronomia carioca – era chamado de Senadinho, pela frequência desses congressistas. Feliz, estou de volta ao Cosmopolita para devorar o seu filé à Oswaldo Aranha.

Continua no site Menu Agostini: para ler, clique neste link.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: