Archive for the ‘Café da manhã’ Category

Guia 450 Sabores do Rio 48 – Bazzar Lado B: a comida confortável com jeitinho brasileiro e seu lindo croque sinhá

16/04/2015
O croque sinhá do Bazzar Lado B, em IPanema: Servido em bonita tijela de cerâmica, é a combinação sedosa entre presunto cozido com queijo gruyère suíço, montados em pão de forma e gratinados, conjunto coroado pelo ovo caipira do Sítio Anahata

O croque sinhá do Bazzar Lado B, em Ipanema: servido em bonita tigela de cerâmica, é a combinação sedosa e cremosa entre presunto cozido com queijo gruyère suíço, montados em pão de forma e gratinados, conjunto coroado pelo ovo caipira do Sítio Anahata

 

Dizem que tudo fica melhor com dois ovos por cima. Tese inquestionável. Então, imagine um croque madame com um temperinho caipira. Pois o croque sinhá do Bazzar Lado B, que funciona no segundo andar da filial de Ipanema da Livraria da Travessa, é assim. Perfeito para um café da manhã tardio e preguiçoso. Servido em bonita tigela de cerâmica, é a combinação sedosa e cremosa entre presunto cozido com queijo gruyère suíço, montados em pão de forma e gratinados, conjunto coroado pelo ovo caipira do Sítio Anahata. Sim, comida confortável é a proposta da casa, que tem muitas formas de utilização. Pela manhã serve café, com cardápio específico, que tem, além do croque sinhá, ovos mexidos daqueles cremosos, de amarelo intenso. Ele também brilha em outro prato do menu enxuto e certeiro, composto ainda por sopinhas e saladas, sanduíches, grelhados com molhos e acompanhamentos a escolher, e um time de sobremesas estilo casa da avó. Desta vez cozido, o ovo caipira é um dos componentes da salada de bacalhau, com o peixe confitado em lascas, mesclado a arroz vermelho, cebola roxa, alho confit e folhas orgânicas, tudo com muito azeite, uma delícia ainda maior com uma taça de vinho branco. Ali encontramos clássicos do Bazzar, como o escondidinho de aipim com pato e queijo de cabra da Fazenda Genève, além da famosa tarte tatin. Outra excelente escolha é o hambúrguer, um dos melhores do Rio, seguindo a mais fina linhagem tradicionalista deste sanduíche clássico. A composição leva carne de picanha, com a gordura moída em separado, para dar mais suculência ao hambúrguer. A carne vem com o interior rosado, e a casquinha bem grelhada, coberta com queijo cheddar em estado de derretimento. Ao redor, alho confit, saladinha de rúcula, e dois molhos da casa, barbecue e mostarda. O pão fofinho vai à grelha, ganhando aquelas marcas tostadinhas, e que realçam o sabor. As batatinhas fritas em forma de palito comprido, sequinho, são servidas ao lado. Para encerrar, além da melhor tarte tatin do Rio, que tal um copo de churros, que chega à mesa simpaticamente em tábua de madeira, onde foi estrategicamente colocada uma colherada generosa de doce de leite Aviação, que ganha ainda uma salpicada de flor de sal, para contrapor. Há boas escolhas de vinhos em taça, que variam regularmente. E a carta de cervejas segue a mesma linha: se não é ampla, tem oferta variadas com rótulos bem escolhidos.

 

BAZZAR LADO B – Rua Visconde de Pirajá 572, Ipanema. Tel. 2249-4977. Seg., do meio-dia às 23h; de ter. a dom, das 10h às 23h. www.bazzar.com.br Aceita cartões.

 

 

Anúncios

Guia 450 Sabores do Rio 33 – Empório Jardim: puro aconchego no ambiente e no sabor, para qualquer hora do dia

01/04/2015
Os ovos marroquinos, do Empório Jardim, são uma bela pedida para qualquer ocasião, especialmente no delicioso café da manhã da casa: eles são preparados em molho condimentado de tomate, salpicado de salsinha

Os ovos marroquinos, do Empório Jardim, são uma bela pedida para qualquer ocasião, especialmente no delicioso café da manhã da casa: eles são preparados em molho condimentado de tomate, salpicado de salsinha

Com uma varandinha simpática, e a entrada por um corredor forrado com plantinhas, musgos e outros adereços charmosos, como regadores e caixas de madeira, o Empório Jardim é um dos lugares mais confortáveis do Rio. E nem falo só do ambiente agradável, mas principalmente pela comida que segue uma linhagem tão saborosa quanto acolhedora. É um lugar mais que aconchegante, mas polivalente, e autodeclarado adequadamente como “padaria, bistrô, deli”: podemos ir a qualquer hora do dia. No café da manhã podemos nos esbaldar: é dos melhores do Rio hoje em dia, com grande variedade de itens, que escolhemos marcando um papelzinho. Os ovos marroquinos, que cozinham em molho condimentado de tomate e depois são salpicados com salsinha é algo indispensável, por delicioso e único na cidade. Há sucos, tapiocas, pães de todos os tipos (a padaria é de primeira linha: o brioche de nozes é uma loucura), variações com ovos (belíssimo omelete), bolos, granolas, iogurtes, geleias de produção própria. É ótimo para ir em família, e as crianças adoram o lugar, e a comida servida. Tem um imperdível biscoito de polvilho com queijo artesanal mineiro D’Alagoa que é uma perdição, bem como os cookies. Outro item imperdível para os que curtem: a bagel de salmão com cream cheese. Sanduíche dos mais difíceis, porque fazer uma bagel é uma tarefa complicada, para este pão de raízes judaicas não ficar muito massudo, é uma pedida incrível para qualquer hora do dia. Uma das chefs da casa é Iona Rothstein. Por tradição familiar, entende de bagel, salmão e faz biscoitinhos amanteigados famosos, que aprendeu com a avó. Vale espiar a vitrine, onde reluzem doces como a torta de chocolate belga com praliné de avelã, não menos que incrível. No almoço, que tende a ser leve, as saladas, as quiches e os sanduíches são as melhores pedidas, além das massas, especialidade da chef Paula Prandini, que também dá expediente no bar italiano Stuzzi Bar, no Leblon. Há pratos do dia, como o galeto marinado, arroz de abobrinha e salada caprese; a crepe de frango defumado, arroz de cenoura e salada verde; e as almôndegas recheada com búfala e espinafre, tabule e berinjela assada. Imagine uma salada de abóbora assada com queijo de cabra e nozes pecan e rúcula? Lá tem. Ao longo da tarde podemos nos sentar ali calmamente para um café ou um lanche, e é também pela tranquilidade e aconchego um ótimo lugar para uma reunião. À noite, tem sopinhas reconfortantes. E para beber há uma carta de vinhos enxuta, mas certeira, e uma seleção de drinques de perfeitas composições, e muito bem executadas, que levam a assinatura do craque da coquetelaria Vitor Barros.

EMPÓRIO JARDIM – Rua Visconde da Graça 51, Jardim Botânico. Tel. 2535-9862. Diariamente, das 8h às 22h. http://www.emporiojardimrio.com.br Aceita cartões.

Guia 450 Sabores do Rio 21 – Casa Carandaí: simplesmente o melhor misto quente do Rio de Janeiro

20/03/2015
 O nome ofial é "tostex de pão de miga misto" e  tem a dosagem certa de queijo e presunto: uma fatia de cada. O pão é fino, e fica bem prensado, montando um sanduíche fino, leve e com aquela casquinha crocante, no ponto certo de tostagem, com relevo bem marcado. Transformar algo simples assim em sublime é uma arte

O nome ofial é “tostex de pão de miga misto” e tem a dosagem certa de queijo e presunto: uma fatia de cada. O pão é fino, e fica bem prensado, montando um sanduíche fino, leve e com aquela casquinha crocante, no ponto certo de tostagem, com relevo bem marcado. Transformar algo simples assim em sublime é uma arte

Você já pensou sobre qual é o melhor misto quente do Rio? Já saiu em busca desse sanduíche tão simples que todo mundo faz em casa e que poucas vezes pedimos na rua? Aposto que não. Nem eu. Mesmo assim, posso dizer que o melhor misto quente da cidade é servido na Casa Carandaí, um dos melhores lugares para se começar o dia, com o seu café da manhã caprichado, e a loja repleta de comidinhas, de produção própria, como os pães e itens da rotisseria; ou itens bem selecionados, como os queijos brasileiros que eles maturam ali, e uma série de itens, nacionais e importados (bela seleção de vinhos). O nome ofial é “tostex de pão de miga misto”. Para começar, tem a dosagem certa de queijo e presunto: uma fatia de cada. O pão é fino, e fica bem prensado, montando um sanduíche fino, leve e com aquela casquinha crocante, no ponto certo de tostagem, com relevo bem marcado. Transformar algo simples assim em sublime é uma arte. É um misto quente perfeito, fundamental para compor o café da manhã, ou da lanche da tarde, na casinha do Jardim Botânico, ao lado de ovos mexidos com torradinhas, e uma série de sanduíches, sucos, bolos, gougères, panquecas. Lembramos que a baguete é uma das melhores do Rio, e podemos recheá-la ali mesmo, com queijos, embutidos e carnes curadas. Durante a tarde, podemos escolher comidinhas para um almoço ou lanche no capricho, tipo rosbife com salada de batatas, terrine de pato (ou salmão), quiches, saladas (caprese no capricho, e também de bacalhau com feijão branco e azeitonas pretas altamente recomendável), massas feitas ali mesmo, além de um frango assado muito do bem temperado. Finalizando com bolos, tortas, pastel de nata e pudim, vejo o quanto a Casa Carandaí é um lugar aconchegante. E que serve o melhor misto quente do Rio.

CASA CARANDAÍ – Rua Lopes Quintas 165, Jardim Botânico. Tel. 3114-0179. De seg. a sáb., das 9h às 21h; dom., das 9h às 17h. http://casacarandai.com.br Aceita cartões.

Guia 450 Sabores do Rio 20 – Escola do Pão e o seu delicioso café da manhã, servido em qualeur dia, e a qualquer hora

19/03/2015

 

Café completo da Escola do Pão: sanduichinhos, requeijão, fondue de queijo, geleias e cestinha de pães

Café completo da Escola do Pão: sanduichinhos, requeijão, fondue de queijo, geleias e cestinha de pães

É um ritual longo, para ser saboreado com calma. O café da manhã da Escola do Pão, que até pouco tempo só era servidos nas manhãs (e começo da tarde, tipo brunch) de sábados, domingos e feriados, agora pode ser pedido todos os dias, a qualquer hora. Nos fins de semana é comum ver a própria Clécia Casagrande, idealizadora do espaço e maga da panificação, circulando pela simpática casa do Jardim Botânico, quase Lagoa, apresentando aos clientes as comidinhas de compõem o menu, que vai chegando à mesa em etapas. Primeiro, iogurte batido com frutas (delícia), coalhada com granola caseira e mel. E café. Com ou sem leite. Ou chá. Depoois, uma cestinha de pães, que vai sendo rodeada de pequenas gostosuras: um potinho com uma espécie de fondue de queijo, ovo mexido, geleias e requeijão. Logo, quentinhos e perfumando a mesa, chegam alguns adoráveis minisanduíches: ciabatta com queijo e blanquete, pão de leite com brie e damasco, cachorro quente em pão fofinho. Essa é uma das melhores partes. Adoçamos a boca com curau cremoso, fresquinho, e uma cocadinha. E arrematamos com pequenos bolinhos, petit fours, biscoitinhos e afins, e outras preparações açucaradas em pequenas porções. No espaço, aconchegante, funciona um bistrô, com cardáío certeiro, recheado de clássicos, sob o comando de Elen Casagrande, filha de Clécia. Ela serve carpaccio, pastéis, tábuas de queijo e cestas de pães, seguidos de filé ao molho de mostarda e steak au poivre; ou massas, risotos e peito de pato, encerrando com mil folhas, mousse ou brownie.

ESCOLA DO PÃO – Rua General Garzon 10, Lagoa. Tel. 3205-7275. Ter. a sáb., das 9h à meia-noite; dom., das 9h às 13h. http://escoladopao.com.br Aceita cartões.